Pensar no futuro

Pensar no futuro

Com a abertura do Viaduto da Barroca Funda, ainda sem nome oficial, o que era esperado aconteceu. O aumento considerável do fluxo de tráfego na Rua Tiradentes e, consequentemente, na Avenida Santa Bárbara até o início da Lauro Correa da Silva. Em horário de pico, manhã, tarde e início da noite, é quase impossível transitar pelas vias, sem algum percalço no percurso. E quem entra em estacionamento externo de duas farmácias ao longo da Tiradentes, tem uma verdadeira prova de paciência para sair desses locais, que ficam próximos a dois semáforos. Portanto, o travamento do trânsito é maior ainda.
Tão logo o viaduto foi aberto ao tráfego, a Tribuna de Limeira questionou a Secretaria de Mobilidade Urbana sobre possíveis projetos para equalizar o trânsito, nos acessos a ele, em especial no sentido centro-bairro. Naquele momento, a resposta foi que ainda não havia nenhum estudo nesse sentido e, de lá para cá, a situação só vem piorando. Quem precisa acessar a Tiradentes ou a Avenida Santa Bárbara, onde não há controle por semáforos, a situação é pior ainda. Inclusive com motoristas mais apressados se aproveitando de espaços e embicando os veículos, sem qualquer atenção.
A própria Lauro Correa, após a passagem do viaduto, no sentido bairro – em direção aos jardins Aeroporto, Lago e demais bairros da Região Sul da cidade, está travando em uma rotatória que dá acesso a uma loja de uma rede de hipermercados e, como consequência, congestionando por lá também. Dia desses o congestionamento se estendeu até o viaduto, a ponto de a ponte ficar tomada de veículos parados, o que estruturalmente não é aconselhável para uma obra de arte dessa natureza. O vão de um viaduto, em sua passagem superior, é estruturado para veículos em movimento e não parados.
A passagem, que liga o Centro à Região Sul do município, uma das que mais cresce, sem dúvida ajudou muito o trânsito pelo anel viário e os acessos aos bairros, em ambos os sentidos. Só a ligação, entretanto, sem um projeto para o futuro, pode resolver um problema, mas cria outro. Com um plano de mobilidade já aprovado pela Câmara e se tornado lei, a Prefeitura de Limeira precisa se movimentar no sentido desse futuro. Obras dessa natureza são fundamentais. O planejamento futuro, entretanto, é imprescindível.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*