Fora de Expediente

Fora de Expediente

Antonio Claudio Bontorim
Redação
LIMEIRA
redacao@tribunadelimeira.com.br

Passou o trator
Assim o médico e vereador, Dr. Júlio (DEM) definiu a escolha da Comissão Permanente de Saúde da Câmara, da qual não consta o seu nome. Ele é o único médico, hoje, em exercício no cargo, no Legislativo.

E o regimento?
A coluna Fora de Expediente mostrou a situação na edição passada da Tribuna de Limeira, e as notas publicadas foram confirmadas pelo próprio vereador. De acordo com ele, foi desrespeitado o artigo 69 do Regimento Interno da Câmara.

Foi no empurra
O próprio médico e vereador fez constar em ata seu descontentamento e a desobediência ao referido artigo, que prevê que quando não há acordo das lideranças, os pretendentes ao cargo podem colocar seu nome em votação. “E isso não aconteceu”, afirmou à coluna.

Tudo arbitrário
Dr. Júlio afirmou que foi uma ‘tratorada’ e por isso denunciou na hora a votação da maneira como foi feita e a escolha dos nomes. “Foi tudo orquestrado para me deixar fora da comissão”, comentou o vereador.

Direcionamento
Segundo o médico ele mostrou, na sessão, que não poderia ser daquela forma e os candidatos têm direito a colocar seu nome à votação, quando não há acordo, mas a escolha já estava decidida. Foi escolha prévia, já definida a dedo, relatou o Dr. Júlio.

Coincidência…
Essa não é a primeira vez que isso acontece. Na Legislatura passada, outro vereador, o também médico Marcelo Rossi, foi isolado pelo próprio partido, o PSD, por que discordava da política municipal de saúde. Depois trocou de partido.

…ou semelhança
Rossi confrontou o Poder Executivo a levar a cabo uma CPI da Saúde, cujo relatório final aprovado levou o então secretário da Saúde a se demitir. Não em consequência do relatório, mas por causa dos panos quentes colocados nos resultados da própria CPI.

E vem mudança
Por falar em Poder Executivo, nos bastidores há indícios de que pode haver mais trocas nos cargos de primeiro escalão, especialmente entre os secretários. Mais um estaria pronto para deixar o governo.

De volta à casa
E quem voltou foi José Farid Zaine. Deixou seu mandato na Câmara e reassumiu a pasta da Cultura e nela deve ficar até a próxima eleição municipal.

Como é gostoso
Político tem verdadeiro fetiche por posar para fotos em obras públicas. Apontando para o trabalho que está sendo feito, acompanhando técnicos e engenheiros. É uma verdadeira festa para o ego.

E vem que tem
Quem vem recebendo essas visitas atualmente, com longas caminhadas e paradas estratégicas para os cliques das câmeras e celulares, é o Viaduto da Barroca Funda. Virou um verdadeiro astro. E, futuramente, vai ilustrar alguma propaganda política.

Bem juntinhos
E na última visita, a da Comissão de Obras da Câmara, apesar do uso da máscara, ninguém respeitou o distanciamento social.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*