VOLTA ÀS AULAS: Município se prepara para setembro

VOLTA ÀS AULAS: Município se prepara para setembro

Antonio Claudio Bontorim
LIMEIRA
claudio.bontorim@tribunadelimeira.com.br

Apesar das indefinições e da necessidade do avanço na flexibilização de faixa no Plano SP, a Secretaria de Educação do Município já vem se preparando para a volta às aulas presenciais. A informação é do secretário de Educação do Município, André Luiz De Francesco, que falou à Tribuna de Limeira, explicando como está sendo planejada essa volta e quando ela deve acontecer. O secretário explicou que essa volta faz parte do processo de hierarquização entre estado e município e, por isso, é preciso que seja planejado independentemente da volta ou não. “Tudo, entretanto, está atrelado às questões sanitárias, que vão determinar quando e como deveremos proceder nesse retorno”, afirmou De Francesco. O protocolo principal, conforme afirmou o titular da pasta, é a saúde. “É uma determinação da administração pública que isso aconteça”, disse.
Segundo ele, a volta às aulas proposta pelo governo estadual é no dia 8 de setembro, mas para isso é preciso que o município esteja na fase amarela, “o que é difícil de acontecer no nosso caso, apesar de todo planejamento que estamos propondo”. Esse planejamento, conforme André De Francesco, é feito por grupos técnicos, formado por diretores, supervisores, professores e técnicos administrativos e cada um deles trabalhando em um tema, tais como recursos humanos, o pedagógico, o trabalho com as plataformas online, entre outros. “Temos um grupo pesquisando os protocolos de higiene e todos os procedimentos necessários para o retorno, com as medidas básicas  necessárias para todas as escolas municipais, inclusive contando com representantes das escolas particulares”, informou. Aquisições, questão financeira entre outras.

PERMANENTE
O secretário da Educação lembrou que há uma programação específica, que é permanente, que vem sendo discutida por meio de videoconferência, de forma presencial e com atualização semanal, para o levantamento de dados e tomada de providências. De Francesco foi questionado pela Tribuna sobre a programação das séries e idades que estariam retornando inicialmente, mas ele afirmou que não tem nada definido nesse sentido, mas várias possibilidades estão sendo avaliadas, mas tudo vai depender da situação do município. “Outra possibilidade que estudamos é fazer pesquisas com os pais, para saber quem tem mais ou menos intenção em voltar de imediato e também um levantamento junto a comunidade escolar, que será feita de forma gradativa, para chegarmos a um consenso”, enfatizou.
Tudo, entretanto, na visão do secretário, vai depender das recomendações da área da Saúde, como determinar o distanciamento mínimo e um protocolo único, inclusive nas escolas particulares que disponibilizam o bolsa creche e de uma maneira geral, uma vez que as particulares também aguardam os protocolos. “O retorno quem vai determinar é o estado. Não podemos voltar antes, mas podemos ampliar, também, o tempo para o retorno”, comentou. Questionado sobre se pode ser um ano perdido, De Francesco garantiu que não. “Em hipótese alguma trabalhamos com a perda do ano letivo. Podemos perder um pouco de conteúdo, mas não o ano, já que temos mais de 1.600 professores produzindo atividades, mas evidente que não será o mesmo conteúdo dos tempos chamados normais”, avaliou, para concluir: “nosso currículo prevê 200 horas a mais do que prevê a legislação, que trabalha com 800 horas/ano. Nós trabalhamos com mil horas, o que dá uma margem para que possamos fazer um enxugamento nesse planejamento”.
O município é, hoje, responsável por atender entre 24.000 e 25.000, entre 0 anos ao ensino fundamental 1, que vai até o 5ºano e, do 6º ano em diante já é responsabilidade do Estado. “Poderemos ter uma perda parcial do conteúdo, mas não de ano, inclusive pensando numa recuperação, ainda em 2020 e até mesmo no próximo também, pois estamos nos planejando para isso”, finalizou André Luiz De Francesco.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*