CF 2020: CNBB lança campanha nesta quarta, 26

CF 2020: CNBB lança campanha nesta quarta, 26

Antonio Claudio Bontorim
LIMEIRA
claudio.bontorim@tribunadelimeira.com.br

Com o tema Fraternidade e Vida: Dom e Compromisso e o lema Viu, sentiu compaixão e cuidou dele, em Lucas 10,33-34, será lançada oficialmente nesta quarta-feira, 26, em todo o país, pela CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), a CF (Campanha da Fraternidade) 2020. De acordo com o texto base da CF, a CNBB a campanha para ajudar a melhor vivenciar o tempo da Quaresma. “A cada ano, um tema é destacado como sinal de que realmente necessitamos de conversão. Neste ano, somos convidados a olhar, de modo mais atento e detalhado, para a vida. Nesse sentido, devemos cuidar de nosso Planeta, Casa Comum. Portanto, necessitamos refletir como estamos cuidando da vida em suas diversas circunstâncias: pessoal, comunitária, social e ecológica”, diz o texto base da CF.
Em Limeira, o lançamento oficial acontece também nesta quarta-feira, 26, às 15h, na Cúria Diocesana, com a presença do bispo Diocesano dom José Roberto Fortes Palau. De acordo com o texto base da CF 2020, que a Tribuna de Limeira teve acesso, o “objetivo geral é conscientizar, à luz da Palavra de Deus, para o sentido da vida como dom e compromisso, que se traduz em relações de mútuo cuidado entre as pessoas, na família, na comunidade, na sociedade e no planeta, a chamada nossa Casa Comum”. O texto básico da CF 2020, diz, ainda, que “com a vida humana em jogo, em perigo, e o destino do Planeta, precisamos configurar o nosso olhar como o de Jesus, o olhar do Bom Samaritano; o egoísmo é consequência do pecado”.

IRMÃ DULCE
Segundo o texto básico da campanha, “uma samaritana comprometida com a vida foi a Irmã Dulce dos Pobres (1914-1992), nascida em Salvador, Bahia, a missionária do amor. Após a profissão religiosa em Sergipe ela retornou a Salvador e mediante uma realidade de extrema pobreza e miséria teve o olhar do Bom Samaritano e serviu aos menos favorecidos”, O texto diz, também, que “temos em Irmã Dulce o modelo de santidade e o cuidado para com a vida. O olhar da indiferença gera ameaças à vida”. Outra importante afirmação do texto base, afirma que em se “tratando da vida humana, no Brasil 22,6% das crianças e adolescentes entre 0 a 14 anos vivem em extrema pobreza; 2,5 milhões de crianças e adolescentes de até 17 anos trabalham; os homicídios chegam a 11,7 mil em 2017; 3 milhões em favelas e 16,4% das adolescentes são mães antes dos 19 anos. Em 2017, o Brasil era o 9º país mais desigual do planeta em distribuição de renda.
Outra constatação feita pelos bispos da América Latina e Caribe, é que a globalização econômica tem contribuído para o surgimento de novos rostos de pobreza cuja vida é desrespeitada e violada. O emprego dos agrotóxicos que leva a morte, também é lembrado pelo texto base, por que o “olhar da indiferença exclui a vida, mentalidade do lucro acima das pessoas e da dignidade humana; o mercado como ídolo que seduz a um consumismo desenfreado (gera a cultura do descartável). O crescimento da indiferença e do ódio; contudo, deveríamos ser responsáveis uns pelos outros”. De acordo com o texto, são diversos mecanismos que defendem a vida, como “ONGs; Conselhos de Direitos; Associações de bairros; sindicatos; história de pessoas que superaram a fragilidade da vida; nos agentes das pastorais da Criança, Menor, Carcerária, Saúde, Povo da Rua, Projeto Esperança, Pessoa idosa, Sobriedade, entre outras pastorais da Igreja no Brasil, que ao todo são 26 pastorais sociais”.
O texto aborda, ainda, outros temas referentes com a vida, os cuidados com os seres humanos e será discutido, a partir do início da CF 2020, durante todo o tempo da Quaresma, como é de costume. A Cúria Diocesana de Limeira está em novo endereço, à Rua Professora Anita Concilia B. Clemente dos Santos, 260, Vila Fior, próximo ao Centro Comunitário do Nossa Senhora do Amparo.

Botion se reúne com o bispo dengue por dengue

O prefeito Mario Botion (PSD) se reuniu com o bispo dom José Roberto Fortes Palau, na quinta-feira, 20, na sede da Cúria Diocesana para tratar do combate à dengue. De acordo com nota distribuída pela Secretaria de Comunicação Social, na sexta-feira, 21, Botion falou sobre as ações desenvolvidas pelo município no combate à doença. “São ações proativas, pelas quais criamos no ano passado o gabinete de prevenção e emergência, fazemos mutirões e mais visitas domiciliares do que recomenda a Sucen (Superintendência de Controle de Endemias)”, disse ele ao bispo.
Segundo a nota, o prefeito falou que depende também da ajuda da população e complementar o trabalho que já vem sendo desenvolvido. No encontro, o prefeito pediu o apoio da Igreja Católica no combate à dengue. Já dom José Roberto se colocou à disposição para ajudar no que for possível. “Queremos e vamos auxiliar a prefeitura nas ações de combate à doença. É pelo bem da população”, citou. De acordo com a nota, ele se comprometeu a falar com os padres, os quais passarão a abordar o tema nas missas. Folhetos também serão entregues aos fiéis. Presente ao encontro, o secretário da Cultura, José Farid Zaine, tratou sobre a Via Sacra. (Redação)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*