ACERVOS DIGITAIS: Museu realiza seminário sobre desafios da Cultura

ACERVOS DIGITAIS: Museu realiza seminário sobre desafios da Cultura

Redação
LIMEIRA
redacao@tribunadelimeira.com.br

Uma parceria com o Projeto Tainacan (ferramenta de código aberto voltada à gestão de coleções culturais) e o Centro de Memória da Unicamp pretende debater a digitalização e difusão de acervos culturais na rede, uma vez que, de acordo com nota distribuída pela Secretaria de Comunicação Social, permite dar visibilidade às instituições de guarda de acervos históricos e se configura como uma importante ferramenta de salvaguarda de coleções em museus, arquivos, centros de documentação e bibliotecas. Para que isso possa acontecer, o Museu Major José Levy Sobrinho realiza seminário, nos dias 12 e 13 de março, no Teatro Nair Bello, o seminário Acervos Culturais Digitais: perspectivas e desafios.
Segundo a nota, o evento é voltado a profissionais de museus, arquivos, centros de documentação, bibliotecas e instituições culturais; estudantes das áreas de museologia, arquivologia, biblioteconomia e história, em níveis de graduação e pós-graduação. Outros interessados nas discussões sobre digitalização, acervos digitais em rede e comunicação de acervos na internet também podem participar. “O seminário tem como finalidade promover o debate sobre o gerenciamento e a disponibilização de acervos culturais em plataformas digitais, salientando-se a experiência de museus, arquivos e centros de documentação”, informou a nota.

DESAFIOS

O seminário será na forma de mesas de debate, conferências e minicursos, e quer apresentar e problematizar os desafios que envolvem este tipo de ação, mostrando experiências neste cenário. A aplicação do projeto Tainacan em instituições-memória brasileiras será uma dessas formas. Ainda de acordo com a nota, durante o evento será também lançado oficialmente o portal do Museu Major José Levy Sobrinho, criado a partir da plataforma Tainacan, e que permitirá acesso pleno e irrestrito ao acervo da instituição museológica que guarda mais de 25 mil itens entre o Século XVIII e os dias atuais. Inicialmente o site disponibilizará acesso a dados de cerca de dois mil itens.
Já a diretora de Memória e Centro de Ciências da Secretaria de Cultura de Limeira, professora Dra. Adriana Pessatte Azzolino, afirma que a ideia é “dar acesso total às coleções salvaguardadas pelo museu, tanto a pesquisadores acadêmicos ou a toda comunidade interessada, com informações confiáveis e qualidade e da melhor e mais correta forma possível”. A intenção é tornar o museu de Limeira referência no interior paulista. “As inscrições para o seminário são gratuitas e devem ser feitas pelo link: bit.do/acervos.

Confira a programação do seminário, que foi preparado pelo museu e seus parceiros.

Acervos Culturais Digitais: Perspectivas e Desafios

Quanto: 12 e 13 de março de 2020.

Onde: Auditório do Teatro Nair Bello, no Parque Cidade.

Inscrições: Gratuitas pelo link: bit.do/acervos.

PROGRAMAÇÃO

Dia 12 de março de 2019

8h30 – Credenciamento.

9h – Abertura.

9h30 – Lançamento da Plataforma Tainacan do Museu Major José Levy Sobrinho.

10h – Conferência 1.

Acervos em rede e memória em tempos de cultura digital: experiências e desafios do projeto Tainacan. Professora Dra. Luciana Conrado Martins (equipe Tainacan/Percebe).

11h – Conferência 2.

O projeto Tainacan na prática: casos de implantação de acervos digitais nos museus do Ibram (Instituto Brasileiro de Museus), com André Luiz Dadona Benedito (equipe Tainacan).

12h às 14h – Almoço.

14h às 17h – Minicurso Organização e publicação de acervos digitais e exposições em rede com o software Tainacan”.  Professora Dra. Luciana Conrado Martins (equipe Tainacan/Percebe).

Neste minicurso serão apresentadas e exploradas as possibilidades do software Tainacan para a organização e publicação de acervos culturais na Internet. O Tainacan é uma ferramenta flexível para WordPress, que permite a gestão e a publicação de coleções digitais, e pode ser instalado em qualquer site a partir do repositório oficial do WordPress. O minicurso irá apresentar, por meio de exercícios práticos, o passo a passo para a instalação e utilização do Tainacan, explorando seus recursos de criação e configuração de coleções, criação de taxonomias, buscas facetadas, entre outras possibilidades.

Dia 13 de março de 2019

9h – Mesa-Redonda.

Acervos digitais em rede – relatos de experiências – Uma gestão digital em rede: o Museu Eclesiástico da Diocese de Limeira, com César Gonçalves (Comissão de Bens Culturais Eclesiásticos da Diocese de Limeira) e Thiago Mendes (Centro Paula Souza).

Digitalização e difusão do acervo do Museu Major José Levy Sobrinho na Plataforma Tainacan, com Adriana Pessatte Azzolino.
O processo de digitalização do acervo Rocha Netto do Centro Cultural Martha Watts, com Joceli de Fátima Cerqueira Lazier (Centro Cultural Martha Watts).
Ambiente digital confiável em centros de documentação:  o caso do Centro de Memória-Unicamp, com o professor Dr. João Paulo Berto (Centro de Memória-Unicamp).

11h – Conferência de encerramento.

Implantação do Tainacan nos Museus do Ibram, com Amanda de Almeida Oliveira, do próprio instituto.
12h às 14h – Almoço.

14h às 17h – Minicurso Tratamento de coleções para a internet com o software Open Refine,  André Luiz Dadona Benedito e Clara Andreozzi de La Rocque Couto.  Esse minicurso tem como objetivo apresentar procedimentos e ferramentas para facilitar a publicação de coleções culturais na Internet. Para isso serão apresentados procedimentos técnicos de normalização, limpeza, correção de problemas sintáticos e preparação dos dados, fundamentais para a melhoria da qualidade da documentação museológica a ser publicada na internet. Durante a oficina haverá atividades práticas com o software Open Refine, visando a melhoria de desempenho nos processos de busca e recuperação da informação.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*