Tapete para 2020

Tapete para 2020

O mês de dezembro finalmente chegou. E daqui para janeiro e pela agitação do período, com certeza o tempo deve voar. Ou melhor, segue na mesma toada, apenas são as nossas vidas que se movem mais rápido. E se a expectativa sobre 2020 são as eleições municipais, mas principalmente a melhora na economia nacional como um todo. Se o governo resolver governar e deixar as trapalhadas de lado, além de descer de seu palanque para 2022, ninguém quer imaginar a continuidade das crises econômica, política e social, que vêm se arrastando ao longo de 2019, para dar início, conforme aquela conhecida música de fim de ano, a “um novo tempo”, que vai começar.
Os otimistas estão acreditando, os pessimistas torcem o nariz e, os realistas, buscam as razões que nos levaram a tamanho abismo. Sem político de estimação ou cachorro morto para se chutar (nada aqui de politicamente incorreto, mas uma figura de linguagem que se adequa bem aos tempos atuais). Como a mudança no calendário pode trazer uma esperança de mudança prática, que assim seja e o amém não fique só com os anjos, mas com todos os cidadãos. Os votos se repetirão, como se repetem ao longo dos últimos anos, décadas… Resta saber o que mais é preciso repetir.
Muitos governos municipais vão se repetir, outros não. Quando chegar outubro de 2020, e que também não vai demorar, os municípios estarão alinhados às mudanças ou à continuidade. E aí, quem entra em campo para fazer a diferença, marcar a favor ou contra, é o eleitor. Que vai decidir o que quer. Por isso o próximo ano é importante. Mais uma vez importante e decisivo. Espera-se, pois, que o eleitor seja também decisivo. Esse é um conceito que se retoma a cada dois anos, coincidindo com o período eleitoral. Embora a reflexão seja recorrente, não custa tentar mais uma vez!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*