CISMETRO: Consórcio de saúde desafoga rede

CISMETRO: Consórcio de saúde desafoga rede

Antonio Claudio Bontorim
LIMEIRA
claudio.bontorim@tribunadelimeira.com.br

O Cismetro (Consórcio Intermunicipal de Saúde da Região Metropolitana de Campinas – Norte), que atende 14 municípios, entre eles Limeira, já fez, no trimestre que compreende julho, agosto e setembro, já realizou 6.572 procedimentos de atendimento à saúde dos limeirenses, dos quais 2.605 consultas e 3.967 exames, alguns deles durante a própria consulta. A informação é do secretário da Saúde, o médico Vitor Santos, que falou em entrevista à Tribuna de Limeira, na qual fez um balanço do novo consórcio, que funciona nos moldes de uma cooperativa médica, para desafogar os serviços da rede municipal de saúde. O mês de outubro ainda não foi fechado. De acordo com Santos, Limeira ingressou no sistema em junho, passando pela assembleia do próprio consórcio, onde foi aceito, pelo Conselho Municipal de Saúde e, para finalizar, teve o projeto aprovado na Câmara, antes de iniciar os atendimentos.
Segundo o secretário da Saúde, o Cismetro é uma plataforma de gestão para contratar serviços médicos, como consultas, exames e cirurgias, para desafogar o gargalo nas áreas de algumas especialidades, para atender as necessidades do município e que estavam represadas e com filas de espera, até de meses. “O município de Limeira é, hoje, um dos cooperados e os atendimentos começaram a melhorar consideravelmente os serviços na rede municipal de saúde”, explicou o titular da pasta.  Como o sistema é de cooperativa, de acordo com o secretário, a contribuição é igual para todos os municípios e atende por demandas. “São valores disponíveis para não impactar em outros municípios, daí a necessidade de ser igual para todos”, falou.

ÁREAS CRÍTICAS
Vitor Santos lembrou que nas especialidades ortopedia e mamografia, havia filas, que foram resolvidas. “Agora é a oftalmologia, para 1.500 consultas e outras 300 cirurgias”, afirmou. Ainda conforme o secretário, há uma lista de credenciados dentro do Cismetro, disponíveis para solicitação de consultas, e os médicos vêm uma vez por semana a Limeira para atender.  “A prefeitura, através da Secretaria da Saúde, contrata a especialidade, envia a planilha para o consórcio e, em seguida, o próprio consórcio aprova e paga ao médico, sendo que o valor da consulta paga é de R$ 34”, comentou, para finalizar: “a autorização do Cismetro foi para R$ 5milhões, sendo R$ 1,2 milhão anualmente, conforme a demanda apresentada”.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*