Marcas da história

Marcas da história

A revitalização do Centro Municipal de Memória Histórica de Limeira e a digitalização de seu acervo é de importância fundamental para a preservação da própria história do município e dos acontecimentos que o cerca. Lá, encontram-se exemplares de jornais do Século XIX e XX até os dias de hoje, que são verdadeiros documentos de preservação de um conteúdo muito rico, que mostra a sociedade limeirense (nesse caso, como um todo e não do chamado colunismo social) em várias fases de seu desenvolvimento. Mais que isso, representa um marco de grande valor a pesquisadores e futuros historiadores, que queiram contar, também, o tempo presente da cidade e todo o seu entorno.
Some-se a isso, a posse definitiva do Museu Major José Levy Sobrinho – esse será o seu nome futuro – que vem com a aprovação de uma lei do Poder Executivo nesse sentido, além de uma obrigação do próprio Estado de SP, aos municípios que detém esses centros de visitação históricos. Mais que simples depósitos de material velho ou antigo, como muitos insistem em tratar os museus de forma pejorativa, seus acervos representam muito mais que isso. São o retrato de um tempo que não volta mais, mas que ali está preservado para mostrar às gerações futuras a importância de se cultivar essa memória histórica, tão pouco valorizada por boa parte dos brasileiros.
Um Centro de Memória e um museu, que resgatam bens da história e contam sua evolução ao longo dos anos, representam a preservação do passado, estimulando o presente para que o futuro seja promissor. Não dá para escrever sobre o hoje, se o ontem não existir, como não dá para pensar no amanhã, se não tivermos um hoje que conte também esse passado. Um ciclo que se fecha em si mesmo, mas não fecha a continuidade da história. Muito pelo contrário, a deixa viva para que todos vivam.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*