É vencer ou vencer

É vencer ou vencer

A política tem seus revezes e nem sempre a melhor estratégia é o ataque. Com a publicação na última quinta-feira, 20, do Ato da Corregedoria da Câmara, no Jornal Oficial do Município, instaurando o Inquérito Administrativo contra três vereadores, Carolina Pontes (PSDB), Constância Félix (PDT) e Clayton Silva (PSC), dá-se o início da investigação à denúncia protocolada pelo prefeito Mario Botion (PSD). A Tribuna de Limeira trouxe essa informação em sua última edição, a de nº 185. Como houve um feriado e um ponto facultativo, a oficialização ocorreu na segunda-feira, 24, e já está com seus prazos correndo, embora não tenha prazos, conforme disse a corregedora substituta à Tribuna, vereadora Maya Costa (Cidadania). Não é razoável politicamente comprar uma briga dessa natureza, neste momento, em que se começa a discutir as próximas eleições municipais.
É bem provável, entretanto, que o desgaste acabe se voltando contra o próprio Poder Executivo, caso as alegações na denúncia não sejam comprovadas. Uma delas, de que a diligência foi informal, já morreu no próprio ninho, o que sugere que na sequência, outras possam cair, embora o controle da investigação esteja nas mãos da bancada da situação. É bem provável que isso dê início a uma demarcação de território, uma vez que os primeiros nomes começam a aparecer à sucessão municipal. O tempo ainda está longe, mas mesmo assim os interesses estão voltados para encurtar essa distância temporal. Os três vereadores fazem oposição ferrenha a Botion, embora até bem pouco tempo, tanto Carolina como Clayton, também bancavam a situação. Constância corre por fora, mas brindou muitas coletivas no Gabinete do Prefeito com sua participação.
Enfrentar adversários num campo de batalha adverso, com alto nível de corporativismo, é muito perigoso. Se as armas não forem boas, corre-se o risco de um tiro pela culatra. As articulações não estão funcionando ou, então, articuladores estão em falta. Pode-se concluir que as duas situações podem ser reais.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*