A vaca, o leite e a ideia

A vaca, o leite e a ideia

Há muito tempo que Limeira sofre com a falta de expectativas de investimentos, sonhos levados pela não concretização de várias iniciativas e anúncios públicos, como por exemplo, o da instalação de uma fábrica da Samsung no município, que acabou resultando apenas num terreno terraplenado às margens da Anhanguera e uma devolução em dinheiro por parte da corporação, por desistir da ideia. Nos últimos anos, e esses últimos anos abarcam várias administrações, se tornaram escassas as perspectivas de que algo de importante acontecesse na cidade. Se as grandes corporações deram lugar às startups, nem de longe se percebe algum movimento no sentido de trazer de volta a pujança da qual Limeira já desfrutou.
Não fosse o setor comercial, como o de hipermercados, dar o ar da graça, a economia pouco se movimentaria e, mesmo com o movimento decorrente desse tipo de investimento, não há como garantir que possam suprir a falta de outros. Até mesmo o setor da joia folheada, que hoje é um carro-chefe importante na economia local, está longe de despontar  no cenário econômico como atrativo. Está na hora de repensar a estratégia de atração de investimentos, que vem dando poucos resultados e, principalmente, movimentando os interesses daqueles que podem, de fato, contribuir para uma retomada do crescimento. A situação econômica do país não ajuda, é evidente, mas não se pode chorar por um leite derramado há tempo, sem procurar um novo rebanho de vacas leiteiras, que faça recuperar essa perda.
Inadmissível pensar que o leite azedou, se não se aproveitar esse subproduto para retomar os patamares do otimismo. Mesmo em tempos das vacas magras, sempre pode haver uma mais gordinha no rebanho. E é essa que deve ser encontrada. A criatividade para se chegar a ela é fundamental para que o estoque não se perca. Vender um produto acabado às vezes é fácil. Na maioria das vezes é. Vender uma ideia é o que está faltando por aqui. A ideia está lançada.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*