Informação precária

Informação precária

Imóvel fechado nem sempre é abandonado. E imóvel abandonado, nem sempre está fechado e muitas vezes vandalizado e até ocupado. Mesmo que tenha proprietários. A Tribuna de Limeira se surpreendeu, nos últimos dias, ao questionar a prefeitura sobre possíveis imóveis abandonados no município, solicitando inclusive estatísticas e obteve como resposta que o Poder Público tem o cadastro de todos os imóveis existentes, mas não tem um levantamento específico sobre os imóveis abandonados. Muitos dos quais são, recorrentemente, temas para matérias na própria imprensa, como é o caso de um terreno localizado na Vila Paraíso, em frente à sede da Corporação Musical Artur Giambelli, só para citar um que vira e mexe está na mídia.
E, como esse terreno, há construções também, que se encontram até mesmo em situação mais precária ainda, como uma existente na Rua Presidente Roosevelt com Capitão Bernardes, pouco antes da alça do Viaduto Victor D’Andréa, que une a Rua 7 de Setembro à Avenida Laranjeiras. Se esses imóveis estão entre os mais visíveis, e a prefeitura não tem estatística sobre a quantidade que estão, de fato abandonados, está na hora de trabalhar com essa estatística também.
São números que interessam também ao próprio Poder Público, levando-se em consideração a questão dos recolhimentos de tributos e taxas. Apesar de existir a ferramenta da dívida ativa, para imóveis inadimplentes, conhecer o abandono seria de importância fundamental à própria administração pública, para desenhar o perfil dos proprietários, quando houver, e, além disso, procurar esse proprietário para saber por que o imóvel está abandonado.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*