EM QUATRO MESES: Limeirense pagou R$ 121,7 mi em impostos

EM QUATRO MESES: Limeirense pagou R$ 121,7 mi em impostos

Antonio Claudio Bontorim
LIMEIRA
claudio.bontorim@tribunadelimeira.com.br

Nos primeiros quatro meses do ano, o limeirense já pagou, entre impostos municipais, estaduais e federais, o total de R$ 121.707.300,00. Esses são os números registrados pelo Impostômetro, da ACSP (Associação Comercial de São Paulo) em associação ao IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário), que no ano passado mostrou que o brasileiro, e consequentemente o limeirense, trabalharam 153 dias para pagar seus tributos. Em 2019 esse número ainda não foi fechado. Só em tributos municipais, conforme os números divulgados à Tribuna de Limeira, pela Secretaria de Fazenda, os valores totalizaram R$ 77.248.841,29, sendo o restante R$ 44.458.458,29 aos estaduais e federais. Ou seja, 63,47% foram pagos em impostos do próprio município.
Segundo a Secretaria da Fazenda, a maior fonte em tributos, para Limeira, continua sendo o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), com R$ 35.613,993,97. Em seguida vem o ISS (Imposto Sobre Serviço), com R$ 29.655.917,60, seguido do ITBI (Imposto de Transmissão de Bens Intervivos), utilizado em transações imobiliárias, com R$ 5.209.299,14. E mais as taxas diversas, que somam R$ 6.769.631,00, R$ 1,5 milhão a mais que o ITBI. Os demais impostos pagos se concentram entre outros 15 categorias federais, que vão da Cide (Contribuições de Intervenção no Domínio Econômico), que é exclusivamente federal e, no Brasil, incide sobre os combustíveis, Cofins, PIS/Pasep, Previdência e outras taxas e outros sete estaduais, que vão do ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), passando pelo IPVA (Imposto Sobre Propriedade de Veículos Automotores), Previdência, entre outras taxas diversas.

IMPOSTÔMETRO
Nos cenários nacional e estadual, os números também surpreendem pela grandeza, sempre ultrapassando os dos anos anteriores.  No Brasil, até o último dia 30 de abril, os impostos pagos somavam R$ 805.247.427.209,58, já chegando próximo ao R$ 1 trilhão. No ano passado, nesse mesmo período, o valor chegava a R$ 608.778.864.619,75. Só no Estado de São Paulo, os impostos já renderam R$ 316.059.815.108,00. O que garante 37,9% da arrecadação no país, mais de um terço do total arrecadado. O Impostômetro foi implantado pela ACSP em 2005, como forma de conscientizar a população brasileira sobre a elevada carga tributária nacional. Está instalado na Rua Boa Vista, na sede da associação, na capital paulista. No portal www.impostometro.com.br é possível acessar muitas informações sobre os impostos, inclusive por municípios.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*