MARIO BOTION: ‘Frustração de receita de R$ 50 milhões’

MARIO BOTION: ‘Frustração de receita de R$ 50 milhões’

Antonio Claudio Bontorim
LIMEIRA
claudio.bontorim@tribunadelimeira.com.br

O Município de Limeira viveu, em 2018, uma frustração de receita de mais de R$ 50 milhões. Foi o que se esperava da arrecadação e ela não veio, para cumprir os deveres com as despesas, que estavam lá. Assim o prefeito Mario Botion (PSD), começou a entrevista à Tribuna de Limeira, que fecha a primeira metade de seu mandato. Mesmo assim ele avaliou que esses dois primeiros anos foram positivos, em que pesem os problemas encontrados lá no início. “Considero positiva, mesmo tendo iniciado com vários problemas e levando em consideração um precatório de R$ 126 milhões e uma dívida com o banco Santander, de mais de R$ 300 milhões, que conseguimos, com muita negociação, reduzir para R$ 115 milhões”, lembrou Botion.
Segundo ele, os principais avanços foram na saúde, com a diminuição da fila de espera para exames, além de melhorar o atendimento nas especialidades, inclusive fazendo concurso público para preencher cargos. “Reformamos oito UBSs (Unidades Básicas de Saúde), das quais seis já foram entregues e duas estão em obras, além da licitação de uma no Jardim Planalto e outra que estamos construindo na região do Residencial Rubi”, contou. É também na área da saúde que Botion mostra uma frustração, que é não ter resolvido a questão da judicialização dos medicamentos. “Nós tínhamos um orçamento de R$ 7 milhões para esses medicamentos, gastamos todo ele e mais R$ 5 milhões, ou seja, R$ 12 milhões só com a judicialização para atender cerca de duas mil pessoas, uma situação que não depende só da gente. E outros R$ 12 milhões para a cesta básica de medicamentos”, contou.

OBRAS
Mesmo com os problemas com a dívida do IPML (Instituto de Previdência do Município de Limeira), que de acordo com ele conseguiu, com autorização do Ministério da Previdência e aprovação dos vereadores, alongar o perfil da dívida, o avanço aconteceu também no esporte, com reformas em centros comunitários e esportivos e novas obras no Jardim Ipanema e no Jardim Pizza. “Com toda a carga que tivemos nos dois anos, dentro da expectativa o olhar é positivo”, enfatizou, para continuar: “começamos várias obras e retomamos outras como a da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e a duplicação da Via Jurandyr Paixão e concluímos o novo Fórum, após solucionar problemas pendentes”.
Para os próximos dois anos, Botion vê com bastante expectativa duas grandes obras: a do Viaduto Barroca Funda e retomada da construção do aeroporto para entrega-lo, em concessão à iniciativa privada. “Para o aeroporto já temos os R$ 8 milhões, conquistados com apoio do deputado Miguel Lombardi (PR), dos quais R$ 3 milhões para este ano e os R$ 5 restantes para 2019, para conclusão e aí sim buscar os interessados. A prefeitura não vai colocar dinheiro seu nessa obra”, contou, para prosseguir: “não temos capacidade para investimentos, mas temos capacidade de endividamento, o que nos permite tomar dinheiro lá fora e é o que estamos buscando”.  Quanto ao viaduto, Botion afirmou que em fevereiro deve assinar o contrato de financiamento, que é de um fundo internacional e já tem a anuência do governo federal, para sua garantia.
Dos governos federal e estadual, que tomam posse no próximo dia 1º, o prefeito disse que a expectativa é muito positiva. Em relação ao presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), ele acredita que fará um governo de interesse da população, para aprovar as reformas essenciais, como a da Previdência. “Com João Dória (PSDB), também esperamos o melhor tratamento, já que o presidente do nosso partido, o PSD, Gilberto Kassab, ocupará a chefia de seu Gabinete Civil. Já tínhamos ótima relação com ex-governador Geraldo Alckmin e esperamos o mesmo agora”, avaliou. Com relação aos dois anos restantes de seu mandato, Mario Botion disse que a população limeirense pode esperar “muita seriedade, trabalho, sempre focado na gestão, que é o que estamos fazendo, com muita determinação, com acolhimento das demandas, respeitando o erário e o regramento do sistema. Esse é o nosso desejo, ou seja, trazer prosperidade e desenvolvimento para Limeira”, finalizou.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*