Fora de Expediente

Fora de Expediente

Antonio Claudio Bontorim
Redação
LIMEIRA
redacao@tribunadelimeira.com.br

Um novo desafio
O prefeito Mario Botion (PSD) terá um novo desafio pela frente. Pela segunda vez um governador paulista, desta vez João Dória (PSDB), anuncia o Trem Intercidades, mas com trajeto somente até Americana.

Criador e criatura
Parece que o criador, Alckmin, deixou lições prontas para a criatura, Dória. E agora quem paga a conta é quem apoiou e acabou sendo preterido. E em Limeira houve apoio ostensivo de Botion a Dória.

O vice tá na área
A seu favor, Botion teria o vice-governador, Rodrigo Garcia, que também é do seu partido, o PSD. Mas como vice normalmente não manda nada é esperar para ver. Apostar e conferir o resultado depois.

O ressentimento…
É do vereador Pastor Nilton (PRB). Fontes intra gabinetes dizem que ele ainda não engoliu a derrota à Presidência da Câmara. Principalmente pelo voto de alguns vereadores, com quem ele contava 100%. Isso na visão dele.

Os inimigos íntimos
Nilton considera que houve traição por parte dos vereadores como Anderson Perereira (PSDB), Rafael Camargo (MDB) e Lu Bogo (PR). E também do Wagner Barbosa (PSB). Todos eles, agora, estão na mira do vereador, que parece ter rompido até a amizade com os quatro. Ele garante, conforme fontes, que vai ‘com tudo’ sobre os quatro.

Na oposição, de vez
O vereador pastor está alardeando, também, pelos quatro cantos, e para quem quiser ouvir, que vai para a oposição. Definitivamente. Vai “para cima” do Mario Botion. Então é aguardar o retorno do recesso para ver – e sentir – na prática, se isso vai se tornar realidade ou é apenas tiro de festim.

Nova composição
Como vai ficar daqui para frente? Os vereadores é que vão mostrar, também assim que o recesso terminar, como será a oposição ao governo. O Darci Reis (PSD) afirma que tinha compromisso de votar no Nilton, mas vai continuar votando com a situação, conforme relatos de bastidores. E o Helder do Táxi (MDB), parece estar querendo dar um passo em direção à situação.

Nova composição I
De resto, além de Nilton Santos, Constância Félix (PDT), Clayton Silva (PSC) e Marco Xavier (PSB) devem fazer a oposição direta ao prefeito. Marcelo Rossi (PSD), do mesmo partido do prefeito, e Waguinho de Santa Luzia (PPS), que votaram em Nilton, devem ficar isolados ou, então, assumir de vez um tom mais oposicionista.

Sem eira ou beira
Com Wagner Barbosa na Mesa Diretora, acenando para a situação, a oposição, pelo que se vê, vai continuar do mesmo tamanho. Poderia até ser maior se fosse mais incisiva. Mas titubeia em algumas situações, alternando com discursos inflamados e visitas ao gabinete, especialmente em algumas coletivas de imprensa. Como é o caso de Constância.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*