Perfil ameaçado

Perfil ameaçado

O perfil da violência contra a mulher em Limeira, estudado e analisado pela consultora técnica em ciências sociais e gestão Pública da Câmara, Amanda Marques de Oliveira, mais que um retrato dos dias atuais, é um alerta para que o Poder Público se mantenha cada vez mais atento, sem se omitir de suas responsabilidades. O trabalho, divulgado no último dia 26, em coletiva à imprensa na qual a Tribuna de Limeira esteve presente, e que faz parte do projeto 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres, de autoria da vereadora Erika Tank (PR), precisa ter continuidade, para que se possa fazer um estudo comparativo, daqui para frente, sobre o avanço ou recuo dessa violência, em tempos de direitos desrespeitados.
Durante a coletiva, a Tribuna questionou a vereadora, se seria feito um estudo dessa natureza para 2018, já que o primeiro era relativo a 2017, ela respondeu com alguma preocupação, afirmando que tudo está na dependência da nova Mesa Diretora, a ser eleita para o próximo biênio. Ou seja, conforme o vereador que se tornar o próximo presidente da Casa Legislativa é bem provável que isso não venha a acontecer. Mesmo por que se trata de uma política pública progressista, que não atrai muito a atenção de alguns vereadores mais conservadores e descompromissados com essas pautas.
O estudo concluído por Amanda é bastante detalhado e recebeu atenção total deste jornal, ao publicá-lo praticamente na íntegra, com seus resultados e suas análises. Nada pior para este momento e para o próximo ano, quando a palavra ‘direitos’ não será muito pronunciada, trabalhos dessa natureza estarem ameaçados. Assim como as ameaças representaram, no ano passado, o maior número de ocorrências contra a mulher, registradas na Delegacia de Defesa da Mulher.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*