Ainda falta muito

Ainda falta muito

A Tribuna de Limeira chega, com esta edição, ao seu terceiro ano de vida. Mais que uma simples data comemorativa para todos nós, que fazemos parte dessa equipe, são os resultados alcançados neste período e, acima de tudo, a credibilidade como órgão de imprensa, que hoje chega até os nossos leitores, assinantes e anunciantes, como principal difeencial desse trabalho. Mesmo por que, para uma empresa de mídia, é a credibilidade o seu maior patrimônio, pois é através dela que se atinge a confiança daqueles que nos leem, e acreditam na marca ao anunciarem seus produtos e serviços. É um caminho de ida e volta, que não se percorre sozinho, mas lado a lado com essas parcerias.
Se a Tribuna está aqui, hoje, fazendo parte das opções de leitura de jornais em Limeira, é por que tem uma equipe competente e preocupada em oferecer sempre o melhor serviço. Que não mede esforços para levar a informação de forma correta, ética e segura, sempre através de fontes confiáveis e, acima de tudo, que sabem o que falam dentro de seus vários segmentos. Não se desvia de seus propósitos, procurando sempre a objetividade do fato e a análise técnica e transparente. Com um corpo de colunistas que se expressa dentro da legitimidade democrática e em respeito ao direito de opinião, que não permite censura ou direcionamentos, é a melhor prova de que a pluralidade de ideias é que garante os princípios democráticos aos quais defendemos.
Muito importante, também, que ao comemorar esses três anos, estamos circulando com a segunda edição no suplemento trimestral Tribuna Condomínio, levando matérias interessantes e oportunas para a vida em condomínio, que ganha cada vez mais adeptos. Sem se esquecer também do Tribuna em Pauta, a série de entrevistas que vai ao ar todos os sábado, através da rede social Facebook e, mais à frente, também chegará através do site, alcançando milhares de visualizações. Tudo isso para dizer que estamos e continuaremos aqui, somando sempre e da melhor forma possível. Se já chegamos aos três, logo chegaremos aos quatro. E, dessa forma, de passo em passo e pés firmes no chão, não há como não dar certo.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*