PERFIL DA VIOLÊNCIA: DDM registra 2.884 ocorrências contra mulheres em 2017

PERFIL DA VIOLÊNCIA: DDM registra 2.884 ocorrências contra mulheres em 2017

Antonio Claudio Bontorim
LIMEIRA
claudio.bontorim@tribunadelimeira.com.br

Foram 2.884 ocorrências de violência registradas em todo o ano passado, envolvendo mulheres e até mesmo crianças, jovens e adolescentes e idosos. Os números foram levantados através do estudo O Perfil das Ocorrências registradas na DDM (Delegacia de Defesa da Mulher) de Limeira, das quais, por amostragem, foram analisadas 750 ocorrências pela consultora técnica em ciências sociais e gestão pública, Amanda Marques de Oliveira, e apresentados em coletiva na sala de reuniões Vereador Mauro Vieira, na tarde desta segunda-feira, 26. Com a presença da vereadora Erika Tank (PR), o evento abriu a programação dos 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres. A vereadora é a autora da Resolução 599 de 2015, que prossegue até o próximo dia 10 de dezembro.
Segundo a vereadora, o panorama apresentado no trabalho de Amanda vai nortear o desenvolvimento de políticas públicas no combate à violência contra mulheres e outros grupos de vulnerabilidade, como crianças, jovens, adolescentes e idosos. No perfil apresentado pela consultora técnica, esses porcentuais também aparecem. “Com isso pretendemos levantar os pontos falhos no atendimento às ocorrências, além de transformar esse período, não em comemoração, mas sim em reflexão sobre esse tema”, lembrou Erika Tank. Ao apresentar o perfil, Amanda Marques Oliveira mostrou também a questão do estupro e estupro de vulneráveis, nesse caso analisando todas as ocorrências registradas no ano passado, num total de 91 casos.
O estudo levou em consideração o sexo das vítimas, natureza das ocorrências, faixa etária, relação vítima/acusado, o perfil das ocorrências em que a vítima e o indiciado já mantiveram relação amorosa, natureza e caracterização dessas ocorrências, além daquelas em que a vítima e o indicado ainda mantêm relações. O perfil das ocorrências com a vítima idosa, contra a criança e contra o adolescente, com os mesmos quesitos, também foram levantados e colocados no estudo. Na edição impressa do final de semana, a Tribuna de Limeira publicará o estudo em detalhes, com seus números e porcentuais.
Ao final da coletiva, a vereadora destacou que este é o primeiro estudo, portanto não há comparações com anteriores. Questionada pela reportagem da Tribuna se neste ano também haveria esse estudo, aí sim para efeito comparativo, Erika Tank diz que é de interesse continua-lo, mas como haverá mudança e uma eleição para a nova Mesa Diretora, vai fazer de tudo para que o trabalho tenha sequência. “Nossa intenção é continuar, para podermos avaliar de forma mais prática a evolução dessa questão e trabalhar melhor as políticas públicas para o setor, envolvendo todas as autoridades públicas possíveis”, finalizou a vereadora.
Ainda nesta segunda-feira, Joice Campos Toniato, representante da Rede Elza Tank fala sobre a campanha iniciada e, no intervalo da sessão ordinária haverá a abertura da exposição com o tema Violência Contra a Mulher, que segue até o dia 10. E, na quarta-feira, 28, das 8h30 às 16h, acontece o 2º Seminário da Rede Elza Tank, que tratará do tema A Violência Contra a Mulher e os Meios de Enfrentamento.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*