Ciclo do ouro

Ciclo do ouro

A economia limeirense teve diversos ciclos e continua se reciclando. Sem grandes investimentos, como os dos anos de 1960 e 1970, mesmo por que a definição de “grandes investimentos” mudou muito ao longo dos anos, Limeira foi Capital da Laranja, posteriormente o Berço da Citricultura Nacional e, entre esses dois períodos, teve uma alavancagem na indústria metal-mecânica, através das de máquinas e alto peças, essa última com grande peso dos anos 1980 para cá, até o surgimento de mais um segmento, que hoje está entre os principais – senão o principal – do município: a indústria da semi-joia, ou joia folheada, como costumam dizer seus protagonistas. E é dentro desse protagonismo atual, que a história desse ciclo começa a ser contada.
Relegada a um patamar inferior, por preconceito de alguns capitães de indústria do passado, hoje ela ocupa boa parte do negócio local, tanto na produção, comércio e exportação, e também da mão de obra. Se o ciclo das grandes empresas – algumas chegaram à marca de mais de cinco mil trabalhadores – deu lugar às chamadas startups, a da joia folheada, já tratada como indústria, ocupa lugar de destaque no cenário limeirense. O município já detém um novo título oficial (o de Capital Nacional da Joia Folheada), o que contribui para o marketing dessa nova, mas não tanto assim, personagem da economia na terra dos laranjais em flor.
Espera-se que com o documentário A Capital da Joia Folheada – uma história de empreendedorismo contada por seus protagonistas, levado à Sala 2, do Centerplex, no Limeira Shopping Center, na última quinta-feira, 22, conforme mostrou em primeira mão a Tribuna de Limeira em sua edição passado, mais limeirenses conheçam a fundo esse segmento, que todos sabem que existe, mas poucos de fato sabem como ele é, como funciona e o que represente, hoje, para Limeira. Mais que o sentimento de pertencimento, que esse “ciclo do ouro” traga novos horizontes para a cidade.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*