QUASE LÁ: Segundo turno deve ter votação ágil

QUASE LÁ: Segundo turno deve ter votação ágil

Antonio Claudio Bontorim
LIMEIRA
claudio.bontorim@tribunadelimeira.com.br

No próximo domingo, 28, os brasileiros voltam às urnas para o segundo turno para o cargo de presidente da República e, nos estados onde a eleição no foi decidida no último dia 7, para governadores também. Em Limeira os mais de 216 mil eleitores votam novamente, para escolher os dois futuros governantes, entre os candidatos Márcio França (PSB) e João Dória (PSDB), para governador, e Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL), para presidente. Com apenas esses dois cargos a escolher, o tempo na urna eletrônica deve ser menor e haverá mais agilidade na hora de escolher o candidato. A exemplo do primeiro turno, o pleito acontece entre 8h e 17h, em 327 sessões da 66ª Zona eleitoral e outras 299, na 399ª, em todo município. Serão, ainda, 45 sessões para justificativa na 66ª e outras 37ª, na 399ª.
Segundo o Cartório da 399ª, neste ano não houve mais votação na Aril (Associação de Reabilitação Infantil Limeirense), cuja sessão mudou para o Senac Limeira, à Rua Quadros Sobrinho, 1, Centro e, portanto, todos os eleitores do local foram transferidos de um local para o outro.  No município, conforme já mostrou a Tribuna de Limeira, 216.609 eleitores estão aptos a votar, sendo que desse total, 20.537 são facultativos, ou seja, não são obrigados a votar por causa da idade, menores com 16 até 17 anos e maiores, a partir dos 70. No primeiro turno foram 5.817 votos em branco e 11.163 votos nulos na 66ª Zona Eleitoral e 5.829 votos em branco e 10.988 votos nulos na 399ª, totalizando 11.646 votos brancos e outros 22.151, nulos, para governador. Já para presidente foram 2.365 votos brancos e 4.475 nulos, na 66ª e 2.333 votos brancos e outros 4.435 nulos, na 399ª, totalizando 4.698 brancos e 8.910 nulos.  Foram mais de 44.123 abstenções.
Com 14 candidatos à Assembleia Legislativa e outros dez à Câmara Federal, Limeira só conseguiu reeleger Miguel Lombardi (PR), a deputado federal. Mais uma vez ficou sem representação no Estado, conseguindo apenas um primeiro suplente, Murilo Félix (Podemos).  Apesar de Márcio França ter ficado em terceiro em Limeira – o segundo foi Paulo Skaf (MDB) – é justamente ele quem disputará o segundo turno com o tucano Dória. Já para presidente, Jair Bolsonaro e Fernando Haddad foram o primeiro e segundo lugares, respectivamente, e agora se enfrentam novamente no próximo dia 28 de outubro.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*