Fora de Expediente

Fora de Expediente

Antonio Claudio Bontorim
Redação
LIMEIRA
redacao@tribunadelimeira.com.br

De volta o lar
O vereador Anderson Pereira (PSDB) está retomando seu cargo de vereador. O ministro do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Edson Fachin, acatou seu pedido de ‘reintegração de cargo’.

Sai, mas pode…
… voltar. Retorna ao seu dia a dia normal, a vereadora Mara Isa Mattos Silveira, do mesmo partido, primeira suplente da legenda, que ocupou o cargo enquanto Anderson estava afastado. Ainda há recursos.

Isso, isso, isso
Nos bastidores, a exclamação mais ouvida, segundo alguns, era uma frase conhecida de um personagem da TV: “tinha que ser o Fachin, mesmo!”

O bom exemplo
Mara Isa, pelo menos, deixou seu bom exemplo. A alteração no Código de Posturas do Município, que proíbe lojas de usarem papel picado como atrativo em datas especiais de vendas. Sujeira nunca foi propaganda para ninguém. Muito pelo contrário. Além do que é um risco à integridade física de pedestres.

E mais um não
O vereador Clayton Silva (PSC), tentou se valer de uma “orientação” do STF (Supremo Tribunal Federal), para fazer aprovar uma lei municipal, que já tem lei federal e o município não tem competência para isso. Ele até defendeu o STF.

Mais do mesmo
Trata-se de uma lei que estabelece critérios anticorrupção em licitações públicas. O projeto foi a Plenário sem parecer da CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação) e acabou sendo rejeitado.

Contraditório
O vereador acabou se contradizendo, pois na não aprovação da lei da Escola Sem Partido em Limeira, ele escrachou o STF, quando o ministro Barroso deu parecer contrário a uma lei, tornando-a inconstitucional.

Só para registro
Já que o assunto é política, interessante questionar como anda a investigação daquela ameaça clara à vida humana, estampada em cartaz na carreata de Jair Bolsonaro (PSL), em Limeira. A imagem correu o Brasil todo e, por aqui, parece que nada aconteceu. Vai ficar por isso mesmo?

PT prepara ação
À coluna, o presidente do PT de Limeira, Antonio Carlos Lima, disse que o partido fez vários BOs (boletins de ocorrência policial) e está juntando todas as provas possíveis para ações na Justiça. É preciso saber, também, se a Justiça vai fazer alguma coisa.

Conforme o vento
Enquanto o clima eleitoral rola, a administração pública, de uma maneira geral, segue parada. Ou melhor, paralisada. Enquanto não se definir o futuro presidente e o governador de estado, a sonolência continua.

Feriadões-ões
Depois chega novembro, e com três feriados. O Finados, já na próxima sexta-feira, 2. Proclamação da República, na quinta-feira, 15, e, na terça-feira, 20, Consciência Negra. E que feriadão… Para emendar sexta, 16, e segunda-feira, 19. Haja marasmo.

Nas mãos deles
Então chegam as festas de fim de ano. E 2018 já era. E que todos os santos, fadas, duendes e as boas bruxas, consigam reger 2019.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*