Fora de Expediente

Fora de Expediente

Antonio Claudio Bontorim
Redação
LIMEIRA
redacao@tribunadelimeira.com.br

E no pós-eleição
A sessão ordinária da Câmara da próxima segunda-feira, 8, acontecerá com possíveis reflexos da eleição deste domingo, 7. Com quatro vereadores concorrendo à Assembleia Legislativa, o clima pode ter dois vieses, um de euforia e outro introspectivo. Quase depressivo mesmo. É a vida que segue.

Quem conseguiu
Por falar em eleições, será possível ver a capacidade de mobilização dos candidatos locais através dos resultados que conseguirem nas urnas. O resto é pura falácia.

Próximo prefeito
É verdade, que apesar de ser uma disputa séria, a cargos eletivos de importância, é evidente que alguns desses candidatos entraram na disputa apenas como prévia para 2020. Vai ser fácil perceber.

Limites da razão
Tem vereador extrapolando nos seus deveres e direitos. Que acha que tem tutela sobre a opinião alheia e o modo de pensar das pessoas. A quem esse tipo de político acha que engana. Aos seus eleitores, não a opinião pública

Democracia, sim
A liberdade de manifestação do pensamento, a favor ou contra, é um direito constitucional. E ainda não estamos na idade das trevas (ainda…). Posicionamentos, sejam quais for, desde que não incitem violência, ainda são livres, pois a liberdade de opinião e de manifestação é um preceito constitucional.

Exemplos reais
Vereadores da 3ª Idade deram um show na sessão do mês de setembro, no último dia 28, em termos de trabalho. Pediram atenção à prefeitura para entulhos nas ruas da área central e até mesmo uma UBS (Unidade Básica de Saúde) para o Bairro dos Pires.

É coisa antiga
Reclamação constante de moradores locais, a telefonia no Bairro dos Pireis também foi questionada pelos vereadores da 3ª Idade. Principalmente o sinal de internet, que é instável.

Direito garantido
E as vagas especiais para estacionamento também estiveram na pauta. Com justa razão pediram uma campanha de conscientização da prefeitura, para que essas vagas não sejam usadas por outras pessoas. E o que tem de gente que desrespeita essas vagas. Principalmente jovens.

Agora é com ele
A palavra final – e as ações – agora está com o Poder Executivo. Será que haverá agilidade suficiente? Pelo menos para respostas compreensíveis e objetivas?

Entrou mudo…
Impressionante o comportamento do secretário da Saúde, o médico Vitor Santos, na coletiva que anunciou, oficialmente, a faculdade de medicina para Limeira e o início das atividades para o ano que vem. Não deveria ter proferido algumas palavras?

…e saiu calado
Nem mesmo uma palavra de boas vindas e à importância do evento. Como secretário municipal da Saúde ele deveria, ao menos, ter pronunciado algumas palavras. E, como médico, mais ainda. Afinal é uma faculdade de medicina…

Não entenderam
Santos foi alvo de alguns comentários após o evento, justamente pelo fato de ter permanecido em silêncio. Afinal não deveria haver uma relação estreita entre a pasta e o acontecimento.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*