ENTRE OS LIMEIRENSES: Câmara é pouco conhecida, diz pesquisa

ENTRE OS LIMEIRENSES: Câmara é pouco conhecida, diz pesquisa

Antonio Claudio Bontorim
LIMIERA
claudio.bontorim@tribunadelimeira.com.br

“Os números são preocupantes, mas mesmo assim decidimos apresenta-los através de uma coletiva à imprensa, para mostrar um trabalho diferenciado e que pode nos ajudar a entender e melhorar nosso relacionamento com a população”. Foi dessa forma que o presidente da Câmara de Limeira, vereador Zé da Mix (PSD), abriu a coletiva à imprensa na manhã de sexta-feira, 26, para divulgar o resultado da pesquisa A população de Limeira e a Câmara Municipal, que mostrou o desconhecimento da maioria dos limeirenses com os trabalhos legislativos e as funções desse poder. “Nós queremos trazer o povo para a Câmara, mas é preciso fazer com que ela se torne mais conhecida, através de um plano de comunicação, que estamos desenvolvendo e que agora chega num momento importante”, avaliou Zé da Mix.
Após essa introdução, Zé da Mix chamou o secretário Legislativo, Hugo Nogueira Luz, que conduziu a apresentação da equipe que produziu o trabalho e os resultados que, de acordo com ele, “assustaram um pouco”, pelos números apresentados. O trabalho, desenvolvido pela Secretaria Legislativa, através dos departamentos de Comunicação e de Consultoria Técnica vem, de acordo com Hugo, alavancando o plano de comunicação da Câmara, junto à mídia impressa, eletrônica e redes sociais, cujo objetivo é levar informação pública de qualidade. “Queríamos entender o que as pessoas pensam e se conhecem o trabalho legislativo e, através de funcionários efetivos da Casa, sem precisar contratar consultorias, fomos a campo, desenvolvemos e tabulamos a pesquisa, que nos trouxe esses resultados”, lembrou o secretário Legislativo.
Segundo ele, foram 352 entrevistas, entre abril e julho, com 90% de confiabilidade e 10% de erro amostral, levando em consideração faixa etária e grau de escolaridade, comparando-se a amostra e os dados gerais do município. Dos entrevistados, 59,18% sabem o endereço da Câmara, 40.05% não sabem e 0,77% não consta. Na resposta à pergunta você sabe o que é uma sessão ordinária da Câmara é que a situação ficou mais difícil: 66,07% responderam não, 33,42% sim e 0,51% não consta. “Nesse quesito sentimos que houve uma falta de entendimento do que seria uma sessão ordinária, mas mesmo assim o dado assusta”, falou Hugo. Outros 77,83% não sabem qual é o dia da semana que tem sessão; 18,11% sabem e 3,06% não constam. Quando perguntados se já haviam participado de uma sessão legislativa, 71,25% nunca participaram; 4,18%, ouviram pelo rádio; 1,97%, pelo Facebook; 8,35%, pela TV e 14,25% pessoalmente.

OUTROS DADOS
Os dados, que foram apurados entre os meses de abril e junho deste ano, mostram que 48,47% dos entrevistados nunca ficam sabendo sobre o que é debatido na Câmara, 49,94%, que ficam sabendo de vez em quando, 3,83%, sempre fica sabendo e 0,77% não consta. E para mostrar como o desconhecimento do Poder Legislativo é alto, 73,72% não acompanham o trabalho dos vereadores, 24,74% acompanham e 1,53% não consta. “Por isso achamos importante iniciar esse plano de mídia, para mostrar a importância do Poder Legislativo e para fazer com que as pessoas entendam a importância de participar desse processo”, avaliou Hugo. Dos entrevistados, também, 87,24% não souberam quantos vereadores compõem a Câmara de Limeira, 11,99% sabem e 0,77 não consta. Quando perguntados sobre se lembra em quem votou, 44,70% disseram que sim, 42,09% que não e 10,20%, não constam.
Os entrevistados se confundiram, também, quanto a administração do orçamento do município. 35,71% responderam que é o prefeito; 6,12%, que são os vereadores; 36,73%, que é o prefeito e os vereadores; 18,62%, não sabem e 2,81% não constam. Quanto à execução das obras, os entrevistados disseram que 47,19% é o prefeito, 12,76 que são os vereadores, 28,32%, que é o prefeito e os vereadores, 8,93% não sabem e 2,81% não constam. Já a atividade legislativa teve crescimento, de acordo com a pesquisa, o que conforme o secretário Legislativo é bastante positivo. Em 2015 foram mais de três mil proposituras, em 2016, três mil, em 2017 mais de cinco mil e, até setembro, pouco acima das cinco mil proposituras. Os trabalhos contínuos que vêm sendo feitos, também rendem resultados positivos, de acordo com Hugo. Em 2015 foram 13.466 visitas; 2018, 20.866; 2017, 27.934 e, até setembro deste ano, 26.400 visitas.
O item “não consta”, na tabulação da pesquisa, conforme o Núcleo de Imprensa da Câmara,  foi usado para os casos em que o entrevistador cometeu algum erro na coleta dos dados, ou preencheu duas vezes, ou esqueceu de preencher, ou estava ilegível.  ”Para não influenciar nas informações, nem invalidar as demais respostas colhidas corretamente”, explicou.
Os trabalhos foram finalizados com um balanço do plano de comunicação, entre releases e redes sociais. Foram 750 matérias produzidas pelo Núcleo de Imprensa até setembro; 10.500 horas de transmissão via You Tube, entre 2017 e 2018; 137 horas de sessões transmitidas via Facebook, com mais de 85 mil pessoas alcançadas; 35% mais seguidores no Facebook entre 2016 e 2018, 10.826 atualmente e mais de 394 mil pessoas alcançadas com publicações da rede social. “Com isso, e com a importância que representa a comunicação e a divulgação e com uma equipe efetiva da própria Câmara, esperamos que a próxima administração mantenha o trabalho, para um maior engajamento da população ao Poder Legislativo. Todos ganham com isso. Ganham os vereadores e ganha a própria população”, finalizou Hugo Nogueira Luz.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*