Consciência e foco

Consciência e foco

O consumidor vive, hoje, às turras com um serviço bastante utilizado por empresas, em especial editoras de revistas, operadoras de telefonia celular e de cartão de crédito, os chamados serviços de telemarketing, que tem regulamentação legal, mas desrespeitam as regras mais básicas dessa regulamentação, como chamadas em horários noturnos ou durante o expediente de trabalho de possíveis clientes. E são insistentes e, muitas vezes, deselegantes com quem está do outro lado da linha, por não querer o serviço oferecido. Isso quando não há ameaças, até mesmo bastante claras, caso esse cliente não aceite a proposta.
Sabe-se que os trabalhadores dessas centrais são obrigados a esse tipo de humilhação, para manterem seus postos de trabalho. Por isso não adiante se irritar com quem está falando em nome dessas empresas. Embora se sujeitem a isso, o fazem por uma questão de empregabilidade e ganhos salariais. E, também, das próprias metas impostas pelos serviços. Cada vez mais os consumidores, entretanto, estão conscientes de seus direitos e buscam fazer valer esses direitos, conforme mostrou o coordenador do Procon em Limeira, Fabrício Gimenez, em matéria publicada na edição passada da Tribuna de Limeira, através do índice de soluções de casos pelo órgão, que vêm crescendo ano a ano. E também tratam dessas questões referentes ao telemarketing.
Nesses casos, as empresas estão sendo bastante acionadas e gastando muito dinheiro com multas por desobediência, de acordo com os números do órgão fiscalizador. Mas não fosse o próprio consumidor, isso com certeza não estaria acontecendo. Mas é só um fio dessa meada e que, apesar dos relatórios positivos, precisa continuar sendo desenrolada por todos. Nada mais eficiente do que a opinião pública esclarecida e um consumidor consciente. E órgãos governamentais eficientes nas suas funções.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*