Senso & Consenso

Senso & Consenso

Quem tem medo de Lula?

Antonio Claudio Bontorim
Jornalista
claudio.bontorim@tribunadelimeira.com.br

Esse título se refere a um artigo lá do início dos anos 1980, publicado se não me engano na Folha de S. Paulo, e se completava com a exclamação “Meu filho explica!”. Época de início da criação do PT (Partido dos Trabalhadores) e da ascensão do então líder metalúrgico de São Bernardo, Luiz Ignácio da Silva, o Lula, que ainda não havia incorporado o apelido ao próprio nome. O título completo do artigo, que, como redator-chefe da então revista Pauta, transcrevi em uma de suas edições naquele período era “Quem tem medo de Lula? Meu filho explica!
Aqui, nem meu filho ou minha filha precisam explicar quem tem medo de Lula, por que todos já sabem bem quem são os medrosos. Este meu artigo, entretanto, é para mostrar essa onda de medo, expressa pelas redes sociais e pela própria mídia, diariamente, quando não minuto a minuto – ou até menos que isso – em cada opinião, post ou comentário sobre o ex-presidente petista, hoje preso em Curitiba. É tanto o medo, que as pessoas não conseguem ficar um instante sem pronunciar o seu nome, ou a ele fazer qualquer citação, batendo na única tecla de um velho piano infestado de cupins, que além de tudo está quebrada e o som é repetitivo. E o medo é tanto, que o simples fato da menção a Lula, por essas pessoas, talvez traga uma espécie de alívio, como se o tivessem exorcizando da história do país. O que não é mais possível. A história já o tem. Pelo bem e pelo mal. Se é que há, de fato, um mal.
Das redes sociais à grande mídia, fala-se mais do – e sobre o – Lula, hoje, do que se falava quando ele iniciou sua trajetória e já provocava arrepios à chamada burguesia contemporânea. Conforme o título do artigo de Mino Carta. Os arrepios estão cada vez mais presentes, que ninguém sabe o fim disso tudo. Ou talvez saiba e, por isso, o medo. Com vitória garantida nos dois turnos caso possa disputar as eleições – o que não acredito, por que seu destino já foi selado pelo Judiciário – Lula só cresce nas pesquisas, jogando os outros candidatos para um segundo plano. E o medo aumenta, para aqueles que não conhecem a história política do país. Ou simplesmente por que está na moda ter medo. Mas esse medo, para concluir o raciocínio, está na região que estimula a culpa no cérebro dos medrosos. Por isso não é necessário explicar nada.
Só para lembrar, para quem não sabe, Mino Carta dirigiu as equipes que criaram as revistas Quatro Rodas, Veja e Isto É e o extinto Jornal de Tarde, que revolucionou o jornalismo impresso brasileiro, e hoje é empresário, diretor da Carta Editorial.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*