REINAUGURAÇÃO: Ampliado, COL recebe melhorias

REINAUGURAÇÃO: Ampliado, COL recebe melhorias

Antonio Claudio Bontorim
LIMEIRA
claudio.bontorim@tribunadelimeira.com.br

Adequar o ambiente às necessidades de pacientes em tratamento e colaboradores, com maior acessibilidade, segurança e os cuidados que necessários a quem faz tratamento contra o câncer. Com essa perspectiva, o COL (Centro de Oncologia de Limeira), anexo à Santa Casa, reinaugurou na sexta-feira, 24, suas instalações, com uma nova sala de quimioterapia e um acelerador linear, para a radioterapia, dentro das mais modernas concepções do mercado. Tudo isso foi possível graças ao investimento, que veio através de uma parceria com o Instituto João e Belinha Ometto, conforme explicou durante a cerimônia, o provedor da Santa Casa, Didi Piccinin, que chegou a se emocionar e interromper sua fala. Na oportunidade, o presidente do Instituto, o empresário João Guilherme Sabino Ometto, que foi homenageado, também falou da importância do COL como um polo regional desse tipo de tratamento.
Segundo a diretora da Santa Casa, Terezinha Guarnieri, as novas instalações do centro vai, com certeza, atender às necessidades dos pacientes, que além do tratamento buscam carinho e conforto. Já a médica do Centro de Oncologia, Ivânia Fávero, falou em nome de toda a equipe, lembrando que apesar das dificuldades por que passa uma pessoa nesse tipo de tratamento, a qualidade desse tratamento também é importante. Ela agradeceu a Fundação pelo apoio e investimento. Francieli Regina Brajão, que passa por tratamento na unidade, falou em nome das pessoas atendidas, lembrando que quando se chega a um lugar dessa natureza parece que o mundo acabou, mas não é bem assim. “A gente percebe que tem cura sim”, disse.
Em nome do prefeito Mario Botion (PSD), que devido a sua agenda precisou deixar a cerimônia, falou o vice-prefeito Dr. Júlio (DEM), lembrando-se de uma história passada com sua mãe e de quando, logo que chegou à Santa Casa como médico, na década de 1980, se falava muito no efeito Anhanguera. “A pessoa chegava aqui com câncer, tinha um atendimento rápido e lá ia ela rumo a Campinas ou São Paulo, pela Via Anhanguera”, disse, para em seguida completar: “hoje não. Somos uma referência, não apenas regional, mas nacional no tratamento do câncer”. Dr. Júlio também se lembrou do empenho do deputado Miguel Lombardi (PR) na captação de verbas. Em seguida foi passado um vídeo onde pacientes do COL falavam das novas instalações e da importância desse conforto, para quem está se tratando.
Hoje o COL atende 650 pacientes de Limeira e da região, com uma equipe altamente especializada, da recepção ao corpo técnico e clínico. O investimento foi da ordem de R$ 9,8 milhões.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*