Fora de Expediente

Fora de Expediente

Antonio Claudio Bontorim
Redação
LIMEIRA
redacao@tribunadelimeira.com.br

Apoio perigoso
O apoio ostensivo a candidatos ao governo do Estado não é recomendado a prefeitos. E a explicação é simples: o Poder Executivo Municipal depende de verbas e investimentos estaduais e pode trazer dor de cabeça, quando outro candidato, e não o apoiado é eleito. Exemplos não faltam.

Erro estratégico
Erram os administradores municipais, quando se atiram de cabeça em campanhas políticas na esfera estadual. Ou então provocam ciúmes em prováveis aliados políticos. Principalmente por que o resultado das urnas é sempre uma incógnita.

Anos esquecidos
Limeira perdeu muito com sucessivos governos do PSDB, principalmente comandados por Geraldo Alckmin, após elogios ostensivos do então candidato Mario Covas ao tucano limeirense Pedrinho Kühl, em palanques eleitorais. Melindrou Alckmin, que virou as costas para Limeira por muito tempo.

É bom lembrar
E ainda não são lá essas coisas, não. O hoje candidato presidencial sempre deu de ombros para o município, relegando-o a poucas ações e, mesmo assim, após muitas pressões. Mesmo quando o PSDB estava no poder por aqui. Toda atenção é pouca.

Invasão na rede
Por falar em campanha, a invasão dos candidatos nas mídias sociais já começou.  Principalmente pelo Facebook. É uma grande festa política virtual. Que venha outubro.

Quase os 30%…
Com a posse de Mara Isa Mattos Silveira (PSDB), na Câmara, no lugar do cassado, o também tucano Anderson Pereira, na última segunda-feira, 13, o Legislativo limeirense quase atinge a cota de 30% de participação efetiva da mulher na política.

Agora já são seis
Com outras cinco mulheres, Lu Bogo (PR), Carolina Pontes (PSDB), Mayra Costa (PPS), Constância Félix (PDT) e Erika Tank (PR), a Casa tem seis vereadoras, de um total de 21 parlamentares. Se mais uma assumir dá os 30%.

Está na balança
Já quanto ao vereador Anderson Pereira, seu destino agora está nas mãos da Justiça. E só lhe cabe esperar as próximas decisões, até o final da tramitação legal de seus recursos. Assim é, assim está e, por enquanto, vai ficar.

Já no Executivo
É preciso dar os parabéns ao idealizador daquela lombada na Rua Presidente Roosevelt, ao lado do Edifício Di Nizo, poucos metros antes do cruzamento com a Rua Deputado Otávio Lopes. Além de não ajudar com a redução de velocidade está atrapalhando a decisão de motoristas que circulam no sentido do cruzamento.

Tudo na mesma
Dos motoristas que descem a Presidente Roosevelt, poucos reduzem a velocidade. Principalmente os motoqueiros. E quem vem pela Deputado Otávio Lopes, fica no vai não vai. Indeciso se dá ou não tempo de cruzar. Ficou extremamente confuso.

Dinheiro público
Gasto desnecessário e de pouco resultado. Será que alguém solicitou o obstáculo à Prefeitura. Algum morador ou um vereador, em nome de moradores? Faltou bom senso na decisão.

Mais uma láurea
O próximo título que Limeira pode ganhar e nem depende de projeto de deputado é o de capital da lombada. O que tem de novas pela cidade…

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*