Editorial

Editorial

Perfil indefinido

Em que pese o desgaste dos políticos e da política partidária, que vem atingindo a opinião pública há alguns anos, as eleições de outubro devem, a partir de agora, a ganhar mais corpo na mídia. Com as candidaturas definidas (algumas ainda sub judice) e o início do período da propaganda eleitoral na mídia impressa e nas redes sociais, os meios de comunicação deverão abrir mais espaço aos partidos e candidatos. E o pensamento voltado ao eleitor, cuja indecisão e descontentamento podem levar a um índice ainda não experimentado de votos brancos e nulos, além da abstenção no dias de votação, que tem girado em torno dos 20%. Como nas últimas eleições.
Por mais que o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) tente conscientizar os eleitores sobre a importância do voto – e ele, com certeza, é de suma importância para o futuro do país – está difícil restaurar a credibilidade, não no processo eleitoral, mas nos partidos e seus respectivos representantes. Lembrando, também, que esse sentimento de desolação vai da esquerda à direita, passando pelo centro. Se o processo não está de todo comprometido, é preciso que os próprios candidatos mostrem a seus eleitores que o compromisso está mudando. Não só da boca para fora, mas na forma em si, de fazer política. Quem não conseguir provar que está bem intencionado, com certeza vai sucumbir.
E o momento é tão delicado, que há grande risco de se eleger aventureiros descompromissados com a realidade e com os interesses públicos, além de populistas, que se apresentam como salvadores da pátria. São perigosos aos interesses da nação e dos brasileiros, uma vez que refletem um perfil sem identidade definida. Antes de tudo é preciso estar consciente disso, para que ninguém se arrependa depois.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*