Senso&Consenso

Senso&Consenso

O retrocesso que está na cabeça dos idiotas

Depois de uma exemplar erradicação da poliomielite no país, devido às bem sucedidas campanhas de vacinação estamos, infelizmente, prestes a ver crianças privadas de seus movimentos básicos, como andar, correr, brincar, por conta do desleixo que tomou conta do espectro vacinal. O Brasil vem baixando perigosamente o porcentual de imunização e já em 2016 isso aconteceu, com apenas 86%, contra a poliomielite, quando o recomendado pela OMS (Organização Mundial de Saúde) é de 95%.
Para quem, como eu, a meu tempo, assisti a muitos amigos e até pessoas da família passarem por essa situação, acometidos pela chamada paralisia infantil, o nome popular da pólio, ver famílias inteiras aderindo a grupos contrários à vacinação é um nocaute irrecuperável. É assistir a um bando de pessoas idiotizadas, boa parte delas por fake news e outras tantas por convicção importada. Assim como os norte-americanos, amplamente contrários à vacinação, acometidos pelos fantasmas de teorias conspiratórias.
Está virando moda no Brasil, também, o surgimento desses grupos nas redes sociais, que além de por em risco suas próprias crianças, serão, lá na frente, cúmplices de uma provável nova epidemia de doenças consideradas erradicadas no país, como a poliomielite e agora o sarampo, que começa a voltar. Além de outras tantas moléstias contagiosas e mortais, que podem ser combatidas da forma mais simples possível: com vacinas. E que não venham outros tantos idiotas, dizer que isso é culpa do governo, antes de assumir a sua própria, por acreditar em baboseiras tais como a que diz que a vacina faz mal, que pode causar problemas graves e deixar sequelas, o que é cientificamente comprovada uma grande mentira, entabulada pelos grupos antivacinas.
Não vai tardar (se essas famílias não retomarem suas consciências) a vermos pelas ruas, como antigamente, crianças caminhando com auxílio de aparelhos ortopédicos, com seus membros inferiores completamente atrofiados, por que seus pais deixaram de vaciná-las. Ou mesmo se arrastando pelo chão, enquanto outras correm pelas praças. Comprometendo a própria integridade familiar e a de outras famílias também, já que a imunização se completa pela atmosfera, quando todos estão bem e corretamente imunizados. É muito triste constatar que um país que sempre foi exemplo para o mundo em programas de vacinação pública retroceder dessa maneira, por conta de um bando de idiotas, que se acha à frente de seu tempo, mas lá na frente perceberão que o tempo acabou. E aí a quem irão culpar?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*