Fora de Expediente

Fora de Expediente

Antonio Claudio Bontorim
Redação
LIMEIRA
redacao@tribunadelimeira.com.br

Deixou a música
O vereador Clayton Silva (PSC) decidiu assumir seu papel de oposição. Agora “provocou” o MP (Ministério Público), conforme nota distribuída por sua assessoria de imprensa, sobre “inconsistências” em concurso público da prefeitura, para contratação de professores.

Já está com o MP
Clayton disse que recebeu vários professores que fizeram o processo seletivo, que apontaram as possíveis irregularidades. Consequência? O promotor Luiz Alberto Segalla Bevilacqua, do Patrimônio Público, mandou instaurar inquérito civil.

Investigado aqui
Só para lembrar, o vereador Clayton Silva, além de seu companheiro de Câmara, Marco Xavier (PSB), está sendo investigados pela Corregedoria da Câmara, por vídeo divulgado pelas redes sociais, onde ele assume sua postura oposicionista.

Mais que confuso
O vereador é alvo e algoz ao mesmo tempo. Coisas da política brasileira, que tem até deputado condenado, exercendo seu mandato na Câmara Federal.

Lembrança justa
A ETA (Estação de Tratamento de Água), na Via Anhanguera, será agora ETA Palmyro Paulo Veronesi D’Andréa. O nome do ex-prefeito ao local foi projeto de lei do presidente da Câmara, Zé da Mix (PSD), aprovado na última sessão do Legislativo.

O autor e a obra
Para quem não conhece a história política de Limeira, Paulo D’Andréa, como era conhecido, foi o responsável por Limeira ter, hoje, a água que tem. Ele e o casal de engenheiros Pedro Moraes Siqueira e Lilian Senra Siqueira, que por anos atuaram no SAAE (Serviço Autônomo de Água e Esgoto).

Compromissos…
O governador paulista Márcio França (PSD) adiou o recebimento do título de Cidadão Limeirense, na Câmara de Vereadores. Ele deveria ter estado no Legislativo na sexta-feira, 15, mas alegou outros compromissos, de acordo com o Núcleo de Imprensa da Casa.

Então foi adiada
A nova entrega ainda não tem data. O candidato à reeleição então, ainda não é cidadão limeirense.

Apesar de correndo
O calendário eleitoral não para, mas o país sim. Até próximo dia 15 de julho, quando acontece a final da Copa do Mundo de Futebol, na Rússia, o Brasil sofrerá um solavanco, em parada brusca. Se estiver na final, a paralisia será maior ainda. Caso contrário, a ressaca obrigará a todos voltarem à realidade

Está quase parando
Os pré-candidatos, principalmente aos cargos legislativos, estão nesse marasmo e devem começar a se movimentar, de fato, só depois da Copa. O ritmo dos presidenciáveis e dos candidatos aos governos estaduais também deve diminuir.

Dim-dim da urna
Até esta segunda-feira, 18, O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) estará divulgando o montante de recursos disponíveis no FEFC (Fundo Especial de Financiamento de Campanha), com o prazo limite para o depósito, pelo Tesouro Nacional, no Banco do Brasil, até o último dia 1º.

E vai começar…
…as proibições. A partir do próximo dia 30, as emissoras de rádio e televisão não poderão mais transmitir programas apresentados ou comentados por pré-candidatos. E isso vale para todos!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*