COPA NA RÚSSIA: Jogos vão alterar a rotina na cidade

COPA NA RÚSSIA: Jogos vão alterar a rotina na cidade

Antonio Claudio Bontorim
LIMEIRA
claudio.bontorim@tribunadelimeira.com.br

A sete dias da estreia no Brasil na Copa do Mundo de Futebol da Rússia  (joga no próximo domingo, 17), o limeirense terá rotina alterada, em especial no que diz respeito aos jogos realizados em dias úteis, durante o horário comercial. O segundo jogo acontece no próximo dia 22, uma sexta-feira às 9h, e o terceiro, no dia 27, uma quarta-feira, às 15h. Ambos pela fase classificatória. Órgãos públicos municipais, estaduais e federais, além da iniciativa privada, terão horários de atendimento alterados, para que todos possam acompanhar a seleção brasileira durante o torneio.
A Tribuna de Limeira fez um levantamento junto a órgãos públicos municipais, estaduais e federais, além da iniciativa privada, para ver como será a rotina dos jogos da copa, que acontecerem em dias úteis e em horário comercial. O município, através da Câmara de Vereadores e Poder Executivo, já definiram o funcionamento através de portarias. O governo federal também. Já o governo do Estado de São Paulo, através da Secretaria Estadual de Governo, ainda não definiu como será o expediente nos órgãos públicos estaduais. Consultada pela Tribuna, a assessoria de imprensa da pasta explicou que as alterações serão divulgadas na semana que se inicia, provavelmente a partir de terça-feira, 12.

SERVIÇO PÚBLICO
A Câmara de Vereadores definiu, através da Portaria 3/2018, de 16 de janeiro, que no dia 22, como o jogo é às 9h, o expediente se iniciará às 12h, encerrando às 18h. Já no dia 27, com jogo às 15h, o expediente se encerrará às 12h, de acordo com o Núcleo de Imprensa da Casa . Também através de portaria, a 234/2018, de 8 de janeiro, no dia 22, o expediente iniciará a partir das 12h, encerrando-se às 18h. Em relação ao dia 27, as atividades da prefeitura irão até às 12h. “Os serviços considerados essenciais e inadiáveis, entretanto, não sofrerão alteração em seu horário de atendimento. Já nas escolas municipais, cada unidade trabalhará conforme o calendário definido pela direção. A Secretaria de Educação orienta a população a entrar em contato com a unidade de ensino ou com a pasta para obter mais informações sobre o horário de atendimento”, informou em nota a Secretaria de Comunicação Social.
Já os órgãos federais também terão seus horários de atendimento diferenciados, durante o período da Copa, em dias de jogos do Brasil, conforme apurou a Tribuna. Segundo a Portaria 143, do MPOG (Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão), publicada no Diário Oficial da União, da última segunda-feira, 4, órgãos e entidades da Administração Pública Federal Direta, nos dias de jogos pela manhã, o expediente terá início às 14h e, naqueles em que forem à tarde, o expediente se encerrará às 13h.
SETOR PRIVADO
Segmentos da iniciativa privada, como bancos, comércio e indústria, também terão mudanças, conforme definido em acordos coletivos de trabalho ou orientados por entidades confederativas. No segmento empresarial, a USTL (União Sindical dos Trabalhadores de Limeira) informou à Tribuna que recomenda às empresas bom senso. “As entidades associadas estão enviando ofícios, pedindo a liberação dos trabalhadores nos horários de jogos da seleção, sem necessidade de compensação de horas”, diz nota da assessoria de imprensa. “A copa é transmitida por inúmeras redes de TV e acaba por influenciar as atividades profissionais nas empresas”, disse o presidente da USTL, Artur Bueno Júnior. Para a entidade, as empresas podem liberar os funcionários por meio de regulamento interno, ou por mera liberalidade, que as empresas não serão gravemente prejudicadas com esta liberação.
Entidade patronal, o Ciesp (Centro das Indústrias do Estado de São Paulo) e a Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) não emitem qualquer tipo de orientação a suas afiliadas. “A decisão de parada ou não fica a critério de cada empresa. Algumas dispensam e outras colocam TV nas fábricas e escritórios para os trabalhadores acompanharem os jogos do Brasil dentro do próprio horário de trabalho e essa decisão varia de acordo com os pedidos e produção. Não interferimos na decisão das empresas”, disse o diretor titular das entidades em Limeira, Jairo Ribeiro Filho.
Já o setor comercial, na convenção coletiva assinada por Sinecol (Sindicato dos Comerciários de Limeira e Região) e o Sicomércio (Sindicato do Comércio Varejista de Limeira), a orientação é a liberação do empregado 30 minutos antes do início do jogo, “facultando ao empregador a solicitação formal, escrita, de retorno ao trabalho 30 minutos após o encerramento da partida, cujas horas poderão ser compensadas de acordo com o prazo de compensação previsto na CCT (Convenção Coletiva de Trabalho), de cláusulas econômicas e sociais”. Segundo o presidente do Sinecol, Paulo Silva, a mesma orientação será passada aos supermercados e ele espera que haja bom senso, para que todos possam aproveitar o momento. “Acreditamos nesse bom senso, assim como aconteceu na última copa”, afirmou
Outro setor da iniciativa privada, os bancos, também sofrerá mudança de horário de atendimento ao público, conforme informou a Febraban (Federação Brasileira dos Bancos) à Tribuna. De acordo com a entidade, haverá horário atendimento ao público diferenciado nas agências bancárias, nos dias de jogos da seleção brasileira. Já os canais de atendimento eletrônico estarão disponíveis para o pagamento de contas. De acordo com a nota da Febraban, a Circular n.º 3.897, emitida pelo BC (Banco Central) no último dia 9 de maio, a recomendação é que em dias de jogos às 9h, o atendimento ao público nas agências bancárias do interior, da capital e regiões metropolitanas seja das 13h às 17h. Já nos dias de jogos às 11h, das 8h30 às 10h30 e das 14h às 16h e, finalmente, quando a seleção jogar às 15h, o atendimento será das 9h às 13h. Os próprios bancos deverão afixar em suas dependências o aviso sobre o horário de atendimento nos dias de jogos do Brasil.
Pouca decoração e falta de entusiasmo

A decoração ainda é tímida nas ruas de Limeira, restringindo-se às próximas do Mercado Modelo, o Mercadão (Rua Barão de Cascalho, entre a Presidente Roosevelt e 7 de Setembro) e 7 de Setembro, entre a Barão de Cascalho e Barão de Campinas. Alguns estabelecimentos comerciais já decoraram os interiores com o verde e amarelo, além das bandeiras brasileiras, assim como supermercados. Já o torcedor, entretanto, conforme a Tribuna constatou em conversas com pessoas que transitavam pelo Centro da cidade durante a semana, não está muito animado. Muitos citaram, além da crise econômica e a situação política do país, o desemprego e a falta de perspectivas, mas apesar disso disseram que pararão para ver os jogos. “O brasileiro é um torcedor animado e apesar de tudo o período é de festa”, disse um torcedor que pediu para não ser identificado. Outro lembrou os 7 a 1 contra a Alemanha, na semifinal de 2014, mas disse que vai torcer também. “Não dá para esperar uma revanche no mesmo nível, mas seria interessante eliminarmos justamente a Alemanha”, finalizou. (Antonio Claudio Bontorim)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*