Editorial

Editorial

Necessária consciência

Nem bem a Tribuna de Limeira circulava com sua edição do último final de semana, trazendo  manchete sobre as queimadas desse período de estiagem que se inicia, o município amanhecia sob o signo de três focos entre as regiões do Teixeira Marques, Vila Queiroz e Boa Vista, que se visualizava da parte alta da cidade. Fogo e fumaça que fustigaram o clima por longo período, com um desses focos cortando madrugada do domingo adentro.
Uma prática bastante conhecida, que muitos dela se utilizam como forma de limpeza. De terrenos, folhas secas, lixo e entulho. E, outros, de forma criminosa, ao jogarem um cigarro aceso sobre a grama seca ou mesmo atearem fogo direto em áreas abandonadas ou abertas, conforme mostrou a matéria da Tribuna. Além do risco à saúde, que atinge pessoas com doenças respiratórias e alérgicas, há o risco iminente ao próprio fogo, que se propaga com o tempo e mato secos, podendo chegar a grandes proporções, dependendo do local onde foi iniciado.
Lembrou bem o secretário de Segurança Pública e Defesa Civil, Francisco Alves da Silva, ao analisar a situação e seus perigos e, também, ao afirmar que o problema é cultural, e vem da ideia de que o fogo limpa. Uma cultura, diga-se, que é cultivada por muita gente, que ainda não se conscientizou dos problemas que essa situação traz a todos, como já foi mencionado anteriormente. A pouco mais 40 dias de seu início, o inverno se torna mais propício a essas queimadas, por que o ambiente fica mais seco e a chuva – pela própria estação – mais escassa ainda, e agrava de forma acentuada as questões relacionadas à própria saúde. Campanhas de conscientização são importantes, mas é a consciência de cada um que pode contribuir, definitivamente, para um fim dessa situação.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*