SENAC LIMEIRA:Alunos voltam a pedir por segurança

SENAC LIMEIRA:Alunos voltam a pedir por segurança

Antonio Claudio Bontorim
LIMEIRA
claudio.bontorim@tribunadelimeira.com.br

Depois de procurar a Tribuna de Limeira, em meados de dezembro do ano passado, para pedir policiamento após as 22h no entorno do Senac Limeira, alunos do período noturno, especialmente as alunas, voltam a reclamar da situação, citando assaltos até no período diurno e assédio de andarilhos à noite e, principalmente, a falta de policiamento nesse período. Relatos de medo de se dirigir ao TCU (Terminal Central Urbano), do outro lado da rua, em frente à unidade; assédio permanente de andarilhos no estacionamento ao lado da escola, que é municipal, e até perseguição e tentativas de aproximação inadequada são frequentes.
Uma das alunas disse à Tribuna, que após a saída de todos, o guarda fecha o portão e, como ela fica à espera de um motorista de aplicativo, ele não a deixa ficar do lado de fora, enquanto o veículo não chega. “Ele disse que está tendo muito assalto e é perigoso”, disse a aluna. Já próximo ao TCU, conforme outro relato, um “rapaz de estatura alta, que fica pedindo dinheiro, já tentou agarrar várias estudantes no local”. Outro depoimento, fica por conta de alunas das classes que às vezes saem por último e têm medo de ir ao estacionamento, pela ausência de policiamento. Da primeira vez que a denúncia veio a público, as alunas disseram que a coordenação do Senac Limeira acionou as autoridades, GCM (Guarda Civil Municipal) e PM (Polícia Militar), que afirmara fazer a ronda noturna no local. As redes sociais também são bastante utilizadas entre as estudantes, para alertar amigas e colegas e identificar algumas das pessoas que costumam assediá-las.

SEGURANÇA INTERNA
Procurado pela Tribuna, o Senac de Limeira informou, através de sua assessoria de imprensa, que prioriza a segurança e o bem-estar de seus alunos, funcionários e colaboradores. “Temos um sistema de segurança interno, com câmeras instaladas em pontos estratégicos, com monitoramento 24 horas por dia. Os principais pontos de acesso dos estudantes, portarias, corredores, áreas de estudo e espaços comuns são constantemente supervisionados”, disse a nota. A instituição afirmou, também, que sempre que tem conhecimento de algum incidente envolvendo a comunidade escolar, informa a GCM e a PM. “Nos casos em que isso foi necessário, fomos prontamente atendidos por esses órgãos”, afirmou.
Segundo a nota, o estacionamento ao lado do Senac é um espaço público, que pertence à prefeitura, não cabendo atuação direta da instituição. “Dessa forma, além dos informes às autoridades, o Senac busca trabalhar com nossos alunos e funcionários sob o viés educacional da cultura de paz, que consiste principalmente na orientação para a não reação em caso de possível abordagem e no sentido do acolhimento em casos de assédios de qualquer natureza”, finalizou a nota.

GCM E PM
A GCM e a PM também foram procuradas pela reportagem da Tribuna para tratar do assunto, assim como da primeira vez. A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Civil disse que o Senac procurou a corporação e foi determinada uma ordem de serviço para o local da própria instituição. De acordo com o titular da pasta, Francisco Alves, o cabo Chiquinho, o patrulhamento do local já é feito pelas viaturas da Guarda, independentemente da ordem de serviço. “Assim como também é feito nas imediações da estação rodoviária e do TCU”, lembrou.
Já a PM, através do capitão Porcídio da Silva Neto, Comandante da 1ªCia/PM, responsável o pelo policiamento da área, afirmou que houve uma solicitação do Senac, através de vereadores, pedindo reforço no policiamento local. “As rondas continuam sendo realizadas normalmente. Cabe salientar que essas informações de pessoas seguindo ou abordando estudantes não chegaram ao conhecimento da PM, sendo importante que essas informações sejam compartilhadas conosco o mais célere possível”, disse. Ainda de acordo com ele, a PM vai, “de forma excepcional e até que o problema seja resolvido, dar especial atenção a essa situação com empenho de rondas escolares na saída dos alunos”.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*