GRIPE: vacinação deve ser ampliada

GRIPE: vacinação deve ser ampliada

Antonio Claudio Bontorim
LIMEIRA
claudio.bontorim@tribunadelimeira.com.br

A exemplo do ano passado, quando outros grupos foram incorporados ao calendário, neste ano deve acontecer o mesmo, durante a campanha nacional de vacinação contra a influenza (gripe), promovida pela Secretaria da Saúde, que começa no próximo dia 23. A informação foi divulgada à Tribuna de Limeira pela coordenadora da Divisão de Vigilância Epidemiológica, Amélia Maria da Silva, que disse que desses grupos fazem parte professores e pessoas com necessidades especiais. Estão na lista oficial da campanha crianças de seis meses a menores de cinco anos, idosos, gestantes em qualquer fase da gestação, puérperas (mulheres que tiveram filhos nos últimos 45 dias), trabalhadores da saúde, pessoas com doenças crônicas, pessoas privadas de liberdade e jovens de até 21 anos que cumprem medidas socioeducativas.
Segundo a Secretaria da Saúde, o público prioritário da campanha é de 58 mil pessoas, com meta para vacinar 90% desse total. A vacina, que é produzida pelo Instituto Butantan, protege contra a influenza A (H1N1 e H3N2) e influenza B, que são transmitidos por pessoas infectadas ao tossir e espirrar. De acordo Amélia, o maior benefício da vacina é a prevenção de complicações pulmonares e internações hospitalares e que ainda não há registro do vírus na cidade neste ano. Outro alerta é que a vacina é contraindicada para bebês menores de seis meses e para quem apresentou reações anafiláticas em aplicações anteriores ou após ingestão de ovo.
A vacina estará disponível em todos os centros de saúde com salas de vacinação, além da sede da Divisão de Vigilância Epidemiológica, que fica na Av. Ana Carolina de Barros Levi, 650. O horário de atendimento será das 7h30 às 11h e das 12h30 às 16h. A campanha vai até 1º de junho. Para a vacinação, é necessário apresentar cartão de vacinação. Pessoas com doenças crônicas devem trazer a receita com indicação do medicamento do qual fazem uso ou carta médica indicando a CID (Classificação Internacional de Doenças). Informações pelo telefone 3442-5984. No ano passado, de acordo com a Vigilância Epidemiológica, foram vacinados 29.595 idosos (90,7% do público alvo); 10.444 crianças (58%); 4.888 trabalhadores da saúde (77,6%); 1.581 gestantes (58,5%); 385 puérperas (86,7%). Ao todo, a vacinação alcançou 49.707 pessoas e cobertura total de 78,9%.

FEBRE AMARELA

Já sobre a ampliação da vacinação contra a febre amarela, o diretor de Vigilância em Saúde, Alexandre Ferrari, disse à Tribuna que por enquanto o protocolo de vacinação permanece o mesmo. “A vacina é disponibilizada apenas às pessoas que irão viajar para áreas de risco. O motivo é que o município aguarda as doses que deverão ser enviadas pelo governo estadual, para vacinação em larga escala”, explicou.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*