Fora de Expediente

Fora de Expediente

Antonio Claudio Bontorim
Redação
LIMEIRA
redacao@tribunadelimeira.com.br

Linha de frente
Papagaio de pirata, no cenário político, é muito conhecido. É aquele político de segundo, terceiro ou quarto escalões, que aproveita uma entrevista ou foto de um figurão, para aparecer ao lado ou atrás. Desde que apareça no quadro.

Está bem na foto
Agora não se conhece, ainda, como se pode chamar um político que faz uma montagem (tratamento fotográfico facilitado pelo Photoshop) para ser incluído em alguma foto, entre figurões. Quem tiver sugestão de como se deve definir esse tipo, é só enviar um e-mail para a coluna.

Foi muito calma
Sessão bastante tranquila a da última segunda-feira, 2. Nada de polêmicas, pressões, xingamentos e ofensas. Um projeto prejudicado, um adiado e cinco aprovados. E todos vivem felizes… até a próxima sessão.

Já na prefeitura
O clima não foi dos melhores na terça-feira, 3. Servidores em greve, com bandeiras agitadas, gritavam, na entrada principal do Paço Municipal, preguntando: “Cadê o Mário?. Cadê o Mário…”

Tá na lei eleitoral
A questão é simples. Pelo calendário eleitoral, a partir da próxima terça-feira, 10, nenhum agente público pode conceder aumento aos servidores que não seja apenas reposição de perdas. Qualquer índice acimo disto é terminantemente proibido em ano eleitoral.

Estão meio sumidos
A exatos seis meses das eleições de outubro, a movimentação de bastidores em Limeira não aparece. Pode até ser que – e devem estar mesmo – eles estejam fervendo, mas os panos frios parecem refrescar um pouco esse calor.

Mas vão aparecer
Apesar de poderem se manifestar pelas pré-candidaturas, e disfarçadamente lançarem seus nomes na ciranda eleitoral, a movimentação maior deverá ocorrer, mesmo, a partir de 20 de julho, quando começam as convenções partidárias para a escolha dos candidatos.

Não está fácil, não
Sem secretário da Saúde e agora sendo procurado pelos servidores municipais, a tranquilidade do prefeito Mario Botion (PSD) está abalada. Até quando é que ninguém sabe.

Ainda sem saber
A quem interessaria – ou interessou ou continua interessando? – os panos quentes da CPI da Saúde, que fez com que Gerson Hansen Martins deixasse a Secretaria Municipal da Saúde?

Tem boi na linha
Se o secretário da Saúde queria que a investigação continuasse, era por que algo de errado havia na história. E história mal contada nem sempre tem um final feliz. As pernas curtas não deixam a mentira correr para muito longe.

A quem interessa?
Essa é uma pergunta ainda sem resposta. E que pelo visto, vai continuar assim.

Fritas no envelope
Na quarta-feira, 4, todos os 21 vereadores participaram da rodada de negociações entre líderes sindicalistas, o prefeito e secretários. Estavam tão atentos aos debates e à causa, que até lancharam na antessala da sala de reuniões do Gabinete. Prato do dia: sanduiche do McDonald’s. E depois deixaram as caixinhas das batatinhas atrás de um dos sofás.

Amigos, amigos…
…mas os negócios são à parte. Com tanto amigo envolvido em maracutaias, o presidente Michel Temer (MDB), precisa tomar cuidado com suas amizades futuras. E os amigos dele, precisam tomar mais cuidados ainda. Principalmente os mais chegados, que gostam de alardear a amizade planaltina.

No time titular
Por falar em amizades, o amigo limeirense do Temer, ainda não foi escalado para nenhum escalão do governo federal. Pelo menos não que se saiba!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*