APOSENTADORIA: concessão do benefício é de 46%

APOSENTADORIA: concessão do benefício é de 46%

Antonio Claudio Bontorim
LIMEIRA
claudio.bontorim@tribunadelimeira.com.br

Em tempos de Reforma da Previdência ainda na geladeira e com poucas chances de ser aprovada, a Agência Previdênciária de Limeira do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) teve 4.757 aposentadorias requisitadas em 2017. Desse total, de acordo com a assessoria de imprensa do Instituto, em levantamento solicitado pela Tribuna de Limeira, foram concedidas 2.198, 46,2%, ou seja, menos da metade das solicitações no ano. Essas concessões correspondem, de acordo com o INSS, a R$ 3.639.091. Já na comparação dos primeiros trimestres de cada ano, os números foram bem parecidos.
Segundo o órgão, no primeiro trimestre de 2017 foram requeridas, na Agência de Limeira, 1.063 aposentadorias e concedidas 525, totalizando R$ 873.254 em valores financeiros. Já no primeiro trimestre deste ano, o número de requerimentos aumentou para 1.211 e a concessão do benefício atingiu 550, com o valor de R$ 929.980. As aposentadorias por invalidez e auxílio doença também foram divulgados pelo Instituto. Em 2017, foram concedidas 378 aposentadorias por invalidez, cujos valores dos benefícios somaram R$ 585.234.  No mesmo ano, foram 3.303 auxílios-doença, totalizando R$ 5.013.091.
Já no comparativo dos primeiros trimestres, houve queda de 2017 para 2018. Foram 110 aposentadorias por invalidez no ano passado, totalizando R$ 168.923, enquanto que no primeiro trimestre deste ano houve a concessão de 86 aposentadorias por invalidez previdenciária, ao custo de R$ 144.463. Já o auxílio-doença teve crescimento de um ano para o outro no mesmo comparativo. Em 2017 foram 911 no primeiro trimestre, ao valor de R$ 1.299.450 e, em 2018, foram concedidos 1.009 auxílios-doença no primeiro trimestre, totalizando R$ 1.599.430.

REVISÃO
O INSS informou, também, que o Programa de Revisão dos Benefícios por Incapacidade estão sendo realizado desde setembro de 2016 e é dirigido a beneficiários que estão há mais de dois anos sem passar por perícia. O Instituto alega, entretanto, que não tem dados locais, relativos à quantidade de benefícios cancelados após a perícia revisional.



Perícias no Estado cessam benefícios

O INSS informou também, que no Estado de São Paulo, foram realizadas 27.754 perícias (7.044 de auxílios-doença e 20.710 de aposentados por invalidez) na segunda etapa do Programa de Revisão de Benefícios por Incapacidade, nos primeiros 21 dias de março. Entre os benefícios analisados, 5.461 (78%) de auxílios-doença e 7.063 (34%) de aposentadorias foram cessados.
Ainda na primeira fase (de agosto de 2016 a fevereiro de 2018), conforme o Instituto, foram realizadas 57.920 perícias de auxílio-doença e 3.620 de aposentadorias por invalidez.  Nessas perícias foram cessados 46.448 (80%) de auxílios-doença e 666 (18%) de aposentadorias por invalidez. Os dados não contemplam os municípios, individualmente, mas o Estado. (Antonio Claudio Bontorim)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*