Fora de Expediente

Fora de Expediente

Antonio Claudio Bontorim
Danilo Janine
LIMEIRA
redacao@tribunadelimeira.com.br

Fogo amigo
Como o clima entre o vice-prefeito Dr. Júlio (DEM) e Mario Botion (PSD) segue, digamos, não muito amistoso, será que o médico apoiaria o Jorge de Freitas (PEN), provável nome do prefeito na disputa por uma vaga na Assembleia Legislativa em 2018?

Na disputa
No cargo de vice, Dr. Júlio, conforme determina a legislação eleitoral, poderia disputar uma vaga, seja na Assembleia ou na Câmara Federal, sem precisar renunciar ao cargo.

A não ser…
Dr. Júlio só teria que renunciar ao cargo para disputar as eleições do ano que vem, caso assumisse interinamente, nem que fosse por um dia, o cargo de prefeito.

Viagens, férias…
A Dr. Júlio, resta torcer para que Botion não tenha nenhuma viagem planejada ou não precise se ausentar da prefeitura por um período superior a 20 dias. Se isso acontecer…

Discursos inflamados 1
Pelo jeito começaram as “campanhas” nas redes sociais. O que tem de “assessor informal” criticando ou elogiando político é incrível.

Discursos inflamados 2
Aliás, quanto mais se aproxima 2018, mais a massa de manobra, aquela turma usada pelos partidos para propagar ódio e discursar nas redes sociais, começa a atuar. E o discurso continua sendo vago e perdido.

Discursos inflamados 3
E enquanto os caciques enchem (ou encheram) os bolsos, estes não têm dinheiro nem para as despesas mensais…

Melhor amigo do homem
O vereador Darci Reis (PR) quer instituir o “cachorródromo” em áreas públicas de lazer em Limeira. Estes espaços receberiam cachorros e gatos de frequentadores. Um projeto de altíssima importância para o desenvolvimento da cidade.

Aqui não, jacaré!
Virou mania em Limeira alguns vereadores se imiscuírem em temas privados. Ou seja, eles querem determinar obrigatoriedade sobre temas que dizem respeito somente às partes interessadas. O Projeto de Lei 260/2017, de autoria de Estevão Nogueira (PRB), é um exemplo claro e fere a iniciativa privada.

Entre interessados
O projeto, que seria votado na sessão de segunda-feira, 13, mas foi adiado, “dispõe sobre a obrigatoriedade por parte das construtoras da instalação de redes de proteção nas janelas e sacadas em edifícios residenciais novos construídos no município, de acordo com a conveniência ou não do proprietário”.

Cada um na sua
Mesmo que seja por conveniência do proprietário, nenhuma lei deve interferir nessa relação, mesmo porque é ele, o proprietário, o responsável por seus próprios interesses.

Esquecido
Por falar em Câmara, como anda o projeto do vereador Jorge de Freitas (PEN) sobre critérios mais restritivos para elaboração de leis que criam datas comemorativas no município? Parece meio esquecido, porque já foram aprovadas tantas datas comemorativas sem a mínima relevância para o município.

Fator público zero
O projeto do vereador, apresentado logo após esta Tribuna ter comentado sobre o assunto, tinha justificativa interessante: de 5,8 mil leis municipais, cerca de 330 eram referentes a datas comemorativas.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*