Bola na Área

Bola na Área

Com a divulgação da Federação Paulista de Futebol das sedes e dos 32 grupos da Copa São Paulo, terminou o sonho para Internacional e Independente, que estão mesmo fora das disputas.

Houve a tentativa de se colocar Limeira como uma das sedes, mas infelizmente a prefeitura, alegando falta de dinheiro, não quis bancar a hospedagem das equipes que para cá viriam.

De qualquer forma, parabéns àqueles que tentaram fazer com que Limeira continuasse recebendo as partidas da copinha em nosso município.

Com o início da Série A2 no dia 17 de janeiro, não haveria mesmo tempo hábil para a recuperação do gramado do Limeirão, que estaria muito judiado, em uma época que sabemos, é de muita instabilidade e fortes chuvas.

A Inter, após o término da Copa Paulista, entrará em período de férias. Nos primeiros dias de janeiro haverá a reapresentação, quando o elenco irá se preparar para a estreia na A2.

O mais importante de tudo é que a diretoria manteve a maioria dos atletas, estando o time praticamente pronto. João Vallim continua no comando técnico e, assim como todos, tem o objetivo de colocar o Leão na elite do futebol paulista em 2019.

Já o Independente trabalha para conseguir recursos para o elenco que irá representar o clube na “Bezinha”, que é a última divisão do futebol paulista.

Dirigentes galistas fecharam parceria com a rede de supermercados Savegnano, que recém-inaugurou uma loja em Limeira.

Por enquanto, pelos lados do Pradão, não se fala em parceria, como a que ocorreu no passado com a Arte da Bola. Mas, os presidentes da Diretoria e do Conselho Deliberativo estão abertos a qualquer negociação.

Existe também a preocupação com o gramado do estádio galista, judiado por tantas competições e algumas “peladas noturnas”. Como o time treina e joga ali, além das categorias de base, é preciso muito carinho para que aquilo não vire um pasto, como já ocorreu em outras ocasiões.

Esportes amadores da cidade ainda continuam à deriva e aguardando algum milagre para a sobrevivência. Comando da cidade, de uns anos para cá, deu uma banana para os esportes e o carnaval.

Depois de um argentino, agora é um croata quem comanda o basquete brasileiro. Até parece que não temos algum técnico capacitado para dirigir a nossa seleção.

Campeonato Brasileiro vai chegando ao seu final e ainda há briga por Libertadores e Sul-Americana, além do rebaixamento. E, claro, uma boa quantia em dinheiro para os primeiros colocados. Campeão leva R$ 18 milhões e o vice pouco mais de R$ 11 milhões.

Grêmio reclamou, e com razão, da arbitragem do primeiro jogo contra o Lanús. Sinal de que não são apenas os apitadores brasileiros que erram em lances fáceis de interpretação.

Se cada limeirense adotar um buraco, ainda sobrarão alguns milhares para conseguir a paternidade. A passos de tartaruga o recapeamento não dá conta e quando termina um, aquele outro que foi arrumado já está escancarado novamente.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*