O silêncio de Farid

O silêncio de Farid

O silêncio do secretário de Cultura de Limeira José Farid Zaine – que se orgulha em gritar pelos quatro cantos de Limeira ser um dos grandes responsáveis por fomentar atividades culturais e artísticas na cidade há anos (o que não deixa de ser verdade) – sobre a falta do AVCB (Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros) no Teatro Vitória há pelo menos 5 anos (desde 2012) mostra como a transparência no Poder Público ainda não é tratada como deveria por alguns. Talvez mais fácil do que prestar esclarecimentos à população, seja criticar a imprensa e os jornalistas. Não que este seja o caso do secretário Farid. Na semana passada, quando mostrou o problema do Vitória, a Tribuna pediu para falar com Farid e não foi atendida. A resposta veio através de nota da Secretaria de Comunicação Social e do secretário de Assuntos Jurídicos Daniel de Campos.
Farid, que há anos (ininterruptamente, vale ressaltar) figura no cenário político local, pulando de galho em galho e sempre ao lado daqueles que estão no poder, pode ser responsabilizado pela falta do alvará de segurança no principal teatro de Limeira, até mais do que nestes nove meses de 2017 – ocupando o maior cargo na Secretaria de Cultura – também entre os anos de 2013 e 2016, quando era vereador e não cumpriu seu principal dever que seria o de fiscalizar o Poder Executivo. Além disso, nestes quatro anos do governo Paulo Hadich (PSB), Farid frequentou por diversas vezes o Vitória.
A função de secretário de governo traz, além das responsabilidades de gestor, bônus e ônus, como, por exemplo, prestar esclarecimentos a população, o que ele não fez desta vez.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*