Fora de Expediente

Fora de Expediente

Antonio Claudio Bontorim
Danilo Janine
LIMEIRA
redacao@tribunadelimeira.com.br

Febeapá completo
Para quem não sabe, Febeapá (Festival de Besteiras que Assola o País) é o título de vários livros do jornalista e cronista Sérgio Porto, o Stanislaw Ponte Preta, sobre a vida política nacional, publicado entre 1966 e 1968.

Leitura obrigatória
Nele, o cronista desvendava e tratava, com graça e humor, todos os fatos pitorescos da vida pública e não economizava na ironia. Ironia fina e de muito bom gosto.

O Febeapá local
Se ele fosse vivo hoje e morasse em Limeira, teria conteúdo para muitos Febeapás. Para muito mais que os três volumes publicados e reeditados em 2015. Teríamos, sim, um Febeali (Festival de Besteiras que Assola Limeira).

De fino conteúdo
E conteúdo não faltaria. Principalmente, vindo da cabeça de alguns vereadores. Já tivemos projeto tratando da proibição de o trem apitar no perímetro urbano de Limeira; buzina em cadeira de rodas; Dia do Alpinista – o Morro Azul está envergonhado; Dia dos Cabelos Cacheados; Dia dos Pais e das Mães Limeirense e, pasmem, agora querem o Dia da Informática. Só para citar alguns mais recentes.

Que tal mais um
Será que já pensaram no Dia da Besteira? Ou que tal o Dia do Febeapá? Pode até ser o do Febeali. O ideal seria mesmo o Dia da Vergonha na Cara. Esse, com certeza, uma minoria de políticos comemoraria.

As duas heranças
Está bastante claro que o governo Mário Botion (PSD) recebeu de seu antecessor algumas “pegadinhas”. O imbróglio do transporte público urbano e o agora recém-divulgado caso da TV Cultura são provas suficientes disso.

Novidade, mas…
… nem tanto. A da TV Cultura, por exemplo, já era conhecida no Prada desde o mês de abril e só não dá para entender porque a divulgação ocorreu somente agora, quando o bico do corvo aponta para o caixão.

Não caiu bem
A postura do bispo dom Vilson de Oliveira, favorável a nova ocupação por parte do MST (Movimento dos Sem Terra) em uma nova área no Horto Florestal não teria agradado uma ala mais conversadora de católicos.

Altruísta?
Segundo apurou a coluna, alguns destes fiéis chegaram a chamar de incoerente a postura de dom Vilson, que dias após apoiar o MST, alegando a defesa dos mais pobres, foi para um retiro em Campos do Jordão – uma das cidades turísticas mais caras do país e ponto de encontro da elite paulista.

Ato político
Aliás, dentro do Edifício Prada, o discurso é que a nova ocupação seria mais um ato político apoiado pelo PT local. Conforme apurou a coluna, na prefeitura a pergunta é: por que nos quatro anos do governo Paulo Hadich (PSB), que nada fez sobre o caso, não ocorreu nenhuma invasão?

Explicação
O deputado Miguel Lombardi (PR), que votou favorável ao relatório na denúncia contra Michel Temer (PMDB), explicou seu voto através de nota enviada por sua assessoria, afirmando que “quem ocupa a Presidência da República não está acima da lei, que a denúncia foi suspensa até 31 de dezembro de 2018 e assim que o mandato terminar, o STF (Supremo Tribunal Federal) estará em seu encalço e Temer será denunciado sem foro privilegiado!” A nota cita ainda que “a economia do nosso país seria muito prejudicada e o número de desempregados aumentaria” caso Temer fosse afastado. O deputado também disse ser contrário a eleição indireta e que apoia a Lava Jato.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*