Fora de Expediente

Fora de Expediente

Antonio Claudio Bontorim
Danilo Janine
LIMEIRA
redacao@tribunadelimeira.com.br

2018 já na pauta
As recentes aparições do deputado federal Miguel Lombardi (PR) em eventos de expressão em Limeira (Dia da Empresa e Aljoias) indicam que a campanha à reeleição já começou.

O Prada inteiro
Até a Secretaria de Comunicação Social tem incluído o nome de Lombardi em releases enviados à imprensa.

Candidato único
Neste caso, parece que todos estão dando corda no relógio e acertando os ponteiros para que Limeira não perca o único representante que tem na Câmara Federal. O sonho de outro na Assembleia Legislativa também está vivo. Resta saber quem será o ungido dos poderes econômico e político locais.

De onde mesmo?
Vale lembrar que Miguelzinho, como é conhecido o deputado limeirense, veio do grupo de Paulo Hadich (PSB), mas sua adaptação ao novo status (com Botion) foi impressionante. Mesmo com o defunto ainda quente…

Para que lado vai
Resta saber se haveria um nome para dobrar com Lombardi. Silvio Félix (PDT) – o prefeito cassado – ainda não pode. Pedrinho Kühl (PSDB), também não. Assim como Lusenrique Quintal (PSD). O PT, como sempre, não sabe para que lado corre, e Hadich ainda é uma incógnita. Já os demais estão atrelados ao próprio Botion.

Curtindo a vida
E por falar em Hadich, o ex-prefeito e quase também ex-delegado, já que está prestes a se aposentar, aparenta estar curtindo esta nova etapa de sua vida. Além da romaria a pé a Aparecida, Hadich também participou das viagens de bicicleta e de moto para o Santuário.

Peixe fora d’água
Recentemente, o ex-prefeito também participou de um curso de mergulho e escolheu a paradisíaca ilha de Bonaire, no Caribe, e a bela Cabo Frio, no Rio de Janeiro, para seu “batismo”. As fotos estão no Facebook de Hadich.

Promessa cumprida!?
Números fornecidos pela própria Prefeitura de Limeira indicam que Botion, pelo menos por enquanto, teria cumprido uma promessa de campanha e reduzido o número de servidores comissionados, se comparado com seu antecessor.

14% a menos
Ainda conforme os números fornecidos pela administração Botion, em junho deste ano eram 409 comissionados no Edifício Prada, contra 477 em junho de 2013, no primeiro ano do governo Hadich.

Diferença maior
Se comparado com junho de 2015, quando a gestão Paulo Hadich tinha 520 servidores em comissão, a diferença entre os dois governos chega a -21% de comissionados na atual administração.

Sem Facebook
Ainda sobre comissionados, Botion foi claro em seu recado, conforme mostrou a Tribuna na semana passada, ao afirmar: “hoje não tem ninguém aqui só operando o Facebook elogiando (o governo) ou criticando (os contrários).”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*