Os culpados

Os culpados

O aumento de quase 50% no número de famílias na faixa da extrema pobreza entre 2013 e 2017 em Limeira é mais uma prova de como o governo federal – pelo menos de Dilma Rousseff (PT), de 2011 a 2016, para frente – se perdeu em suas medidas. Nem mesmo as consideráveis conquistas de seu antecessor e criador, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), puderam ser mantidas. Apesar dos dados serem locais e da administração municipal também ter lá sua parcela de culpa, a responsabilidade maior em índices como sempre é da União.
Se em Limeira, localizada na região de Campinas, a mais rica do estado mais prospero da nação, há 12.083 famílias nesta situação, o que se encontra em regiões pobres de estados com menos recursos?
Essa crise também serve para vermos a importância na manutenção de programas sociais, como o Bolsa Família, por exemplo, hoje, única fonte de renda para muitas destas famílias. Sem ele, o caos seria muito maior. Lembrando sempre que tão importante quanto o programa é a criação de mecanismos para que aquele que recebe o auxílio hoje, não precise dele amanhã.
Vale ressaltar ainda que as medidas tomadas pelo ex-vice de Dilma, Michel Temer (PMDB), que assumiu o poder após o impeachment, no ano passado, em nada contribuem para uma melhora da economia do país, ou seja, este cenário, se mudar, deve ser para pior – pelo menos a curto prazo.
Os erros de Dilma (e os de Temer também) podem (e devem) ser corrigidos pelo próximo governo. Independente de partido ou ideologia política, é o que se espera de quem assumir a Presidência da República: que tenha aprendido com os erros do passado.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*