Fora de Expediente

Fora de Expediente

Antonio Claudio Bontorim
Danilo Janine
LIMEIRA
redacao@tribunadelimeira.com.br

Primeiro passo
O prefeito Mario Botion (PSD) reconheceu a difícil situação financeira pela qual passa o município. Diga-se, que não exclusividade de Limeira e, principalmente, não é culpa dele (Botion). Oito meses não são suficientes para tanto.

Dúvida
Por que será que só após 8 meses o governo resolveu falar sobre essa crise?

Apesar de tudo
Mesmo assim, e com a apresentação do total devido pela prefeitura referente a condenações judiciais, que é de R$ 518,7 milhões, a prefeitura tem ferramentas em mãos para dar início a um saneamento fiscal. A Lei 5.518, de março de 2015, aprovada na gestão Paulo Hadich (PSB), que permite o protesto da dívida ativa, mas que ainda não saiu do papel, conforme mostrou a Tribuna.

Por que não faz?
O secretário da Fazenda, José Aparecido Vidotti, disse à Tribuna, que esforços são feitos no sentido de agilizar os procedimentos. O mesmo discurso da era Hadich, que também não vingou.

E na contramão
Já a dívida ativa do município, ou seja, aquela em que o credor é a prefeitura e o devedor é o contribuinte, é de R$ 550 milhões em valores absolutos. Palavras do próprio secretário Vidotti. É uma dívida histórica, parte sendo cobrada e outra não.

Cadê a base?
Fato, no mínimo, curioso, foi a ausência dos vereadores da base na coletiva de Botion. Nem o presidente da Câmara, Zé da Mix, do mesmo partido do prefeito, compareceu.

Só a oposição
Da Câmara, somente Constância Félix (PDT) esteve presente. Entrou quieta e saiu calada da coletiva.

Contribuição!?
Botion foi extremamente infeliz ao afirmar que a CIP (Contribuição de Iluminação Pública) – a taxa da luz – não é imposto. O termo contribuição (obrigatória, vale ressaltar) não muda nada o fato que a população será obrigada a arcar com mais esta despesa.

Mudança de postura
Botion, na época em que estava no Sincaf (Sindicato Patronal das Indústrias da Construção de Limeira), foi contra a criação do novo imposto, ou como ele prefere dizer agora, nova contribuição.

Segura peão!
O locutor de rodeio, Daves dos Santos, foi nomeado no cargo de supervisor de turismo da prefeitura com salário de R$ 2.241,26. Segundo a administração municipal, para “fomentar o turismo na cidade”.

Reestruturando
Ex-vice-prefeito de Limeira, Antonio Carlos Lima – atual presidente do PT na cidade – rebateu as notas da coluna publicadas na semana passada e afirmou que o partido segue se reestruturando e se articulando como oposição ao governo Mario Botion.

Vazou
É um direito de Lima questionar a nota. Apesar disso, ele terá que trabalhar para descobrir quem estaria vazando conversas, em tese, de grupos fechados de Whatsapp do PT para o governo Botion.

De volta
Aos poucos, o ex-prefeito Paulo Hadich volta a aparecer em eventos públicos de Limeira. No sábado, 19, ele compareceu, ao lado da esposa, a um jantar para arrecadar verbas para o CAMPL-Patrulheiro.

Velhos tempos
Hadich tem fortes ligações com o CAMPL. Antes de ser entrar na política, ele presidiu a entidade.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*