Bala de festim

Bala de festim

Ainda na esteira das palavras do vereador Pastor Nilton (PRB) contra esta Tribuna, com a sequência de outros vereadores que também tentaram denegrir o trabalho da imprensa como um todo, há que se destacar a resposta da opinião pública sobre o caso. Seja em textos nas redes sociais e nas mensagens que o jornal recebeu, com sua edição impressa, quando respondeu às críticas com argumentos de forma técnica e não grosseira e muito menos ofensiva; seja no alcance das publicações nas mídias sociais da própria Tribuna, que teve números consideráveis de acessos. E acentua o desgaste terminal de alguns políticos junto à opinião pública.
E, para desespero desses políticos, a imprensa não precisa se esforçar, nem mais e nem menos, para aumentar esse desgaste. Ele se dá com atitudes irresponsáveis dos próprios atores políticos, que não conseguem mais ludibriar o cidadão com discursos vazios e ausência de ações concretas em benefício da população, além da demonstração clara que o que interessa é apenas o seu próprio interesse. Esse tipo de artilharia, utilizado pelo vereador Pastor Nilton como argumento para tentar contrariar a realidade que o jornal estampou, trazendo números exatos e de conhecimento público, representa um tiro pela culatra, pois errou o alvo, uma vez que usou munição de festim, apenas como tentativa de provar o improvável, facilmente comprovado pelos dados divulgados.
O desgaste da classe política, daqui para frente, só tende a aumentar. O choro é livre, mas a verdade não aceita desaforos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*