TEMER DENUNCIADO: Lombardi diz que é preciso apurar

TEMER DENUNCIADO: Lombardi diz que é preciso apurar

A Câmara dos Deputados recebeu na quinta-feira, 29, oficialmente, a denúncia do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, de corrupção passiva, contra o presidente Michel Temer (PMDB). Após ser lida pela segunda secretária da Mesa Diretora da Câmara, a deputada Mariana Carvalho (PSDB-RO), o documento foi encaminhado ao Palácio do Planalto, para notificação de Temer, também na quinta-feira, 29. No mesmo dia, a Tribuna de Limeira entrou em contato com o deputado federal limeirense Miguel Lombardi (PR), para saber seu posicionamento assim que a denúncia chegar ao Plenário da Câmara.
Sem afirmar se votaria a favor ou contra Temer, Lombardi disse que é preciso “separar o joio do trigo” e apurar rigorosamente a situação.
Segundo afirmou à Tribuna, através de sua assessoria de imprensa, ele tem defendido junto aos colegas de bancada uma rápida e rigorosa apuração da denúncia, encaminha pela PGR (Procuradoria Geral da República). Ainda de acordo com ele, o Brasil não pode ficar nas mãos de quem comete arbitrariedades. “Estou há mais de 20 anos na vida publica e nunca fui réu ou sequer condenado. Sigo no caminho da integridade”, afirmou, para em seguida continuar: “infelizmente, hoje temos um presidente da República, oito ministros e mais de 200 parlamentares do Congresso Nacional investigados pelo Poder Judiciário”. Lombardi ressaltou, porém, que “antes de sentenciar é preciso apurar”.
Para Lombardi, o país só terá estabilidade política e reaquecerá sua economia, para tirar mais de 14 milhões de brasileiros do desemprego, se conseguir resolver a questão da corrupção. “Só conseguiremos chegar a esse ponto, como disse no início, separando o joio do trigo”.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*