Bola na Área

Bola na Área

Muitos me perguntam sobre a situação do Independente após o rompimento com a Arte da Bola, empresa responsável pelos dois rebaixamentos consecutivos do time, para a A3 e para a Segunda Divisão, a última do futebol paulista.

Minha resposta é que a partir de agora tudo será esclarecido. Na sexta-feira, 14, à noite, renunciaram o presidente do Conselho, Roberval Massaro, e a presidente Fátima dos Anjos.

Agora, os remanescentes devem conclamar eleições para a Diretoria e Conselho Deliberativo e verificar as reais condições do clube, num todo, para o reinício da reconstrução do Galo da Vila. O que sei, é que muitos estão dispostos a ajudar para tirar o Independente do lamaçal em que se atolou por incompetência da empresa.

Digo isso, por que havia tempo para salvar o time do segundo rebaixamento. Mas, os dirigentes brincaram com o direito de errar demais. Não trocaram o comando técnico do time e a derrocada foi total. Agora, é trabalhar para que todos comecem a remar para o mesmo lado.

A Inter fez (e faz) o correto. Manteve a base do time que ganhou o acesso e “treina” para a A2 do ano que vem. Até aqui, o planejamento é impecável.

Ainda bem que as duas equipes nada tem a ver com o esporte da cidade, que anda atrasado em todos os quesitos. Vai se passar um ano e nada terá caminhado.

Claro, elogios àqueles que se propuseram a ir aos Jogos Regionais voluntariamente, mas é pouco para uma cidade que sempre se destacou por ter em suas fileiras grandes nomes e que nos enchiam de orgulho. Mas, muito bom saber que há gente disposta a defender o nome de Limeira, mesmo sem tanto apoio.

Campeonato Amador vai seguindo, sendo bem administrado, apesar de alguns tropeços administrativos, por culpa de gestões passadas da Secretaria de Esporte e Lazer. Importante é que todos os clubes abraçaram a causa e estão colaborando com a situação.

Somente um fato está tirando o sono dos dirigentes. Sobre o Campeonato Municipal de Futsal, sumiram todos os documentos que versam sobre rebaixamentos e outros problemas da competição. Vão ter que espernear para montar o torneio deste ano.

Ganha-se aqui, perde-se ali. Assim continua o Campeonato Brasileiro. Restando 25 rodadas, ainda estamos longe de uma possível definição. Vamos em frente.

Nesse mês de férias escolares, tenho observado muitas pessoas de outras cidades e até de outros estados em visita a Limeira. Eles procuram, para registro de fotos, nossas principais praças. Na quarta-feira, 12, uma família reclamava da presença de desocupados na Luciano Esteves, com pedidos de moedas e cigarros.

Um deles, sem se incomodar, dormia em um dos bancos, tendo ao lado uma garrafa de aguardente. E pensar que a GCM andou dando uma “varrida” no começo do ano. Muito pouco.

Encontrei-me, há alguns dias, com o ex-zagueiro Juadir Klein, que defendeu com galhardia a Inter nos anos 70 e formou naquele time que subiu a Veterana para a principal divisão do futebol paulista e, posteriormente, para o Campeonato Brasileiro. Klein virou limeirense por adoção e aqui formou família e criou filhos. Está enraizado em Limeira.

Neste domingo, 16, Dia de Nossa Senhora do Carmo, missa da benção do escapulário, na Igreja de Nossa Senhora da Boa Morte e Assumpção, a partir das 9h, com celebração do padre Olívio Reato.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*