As dificuldades financeiras fizeram a Prefeitura de Limeira parcelar um repasse de R$ 11.817.932,99 ao IPML (Instituto de Previdência Municipal de Limeira) referentes ao 13º salário dos servidores de 2016 e aos meses de janeiro e fevereiro deste ano. Este é o terceiro parcelamento de repasses ao instituto de previdência feito nos últimos três anos. Ainda no governo Paulo Hadich (PSB) foram feitos parcelamentos em 2015 e no ano passado.
Segundo o presidente do IPML, Edilson Merli, apesar da crise financeira que assola não só Limeira, mas diversos municípios do país, a situação no instituto de previdência está totalmente sob controle. “Sempre que há alguma dificuldade financeira na prefeitura, o IPML é chamado para diálogo. Os benefícios aos aposentados e pensionistas (pagos pelo instituto) têm caído, como de costume, antes dos salários dos servidores”, comenta, explicando que todo parcelamento precisa de aprovação do Conselho Administrativo do IPML e também pelo Ministério da Previdência Social.
Ainda conforme Merli, dos R$ 11.817.932,99 parcelados em 12 vezes, três prestações já foram pagas. “Os valores são corrigidos pelo IPCA (Índice de Preços do Consumidor Amplo), mais 0,050% ao mês e se não for pago na data correta, há multa”, conta.

DÍVIDAS PASSADAS
Ainda conforme Merli, a prefeitura segue pagando dois parcelamentos feitos durante o governo Hadich. No ano passado foram parcelados R$ 16.079.622,24 em 20 vezes, das quais quatro já foram quitadas.
Já em 2015, R$ 14.196.140,09 foram divididos em 20 parcelas, restando o pagamento de quatro. “É importante deixa claro aos servidores aposentados e pensionistas que tudo está sob controle e que as aposentadorias e pensões serão pagas sempre em dia”, observa.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*