Neste sábado, 29, a Inter tem mais uma “decisão” na temporada da A3. A cada rodada, é preciso se desdobrar, pois agora não há espaço para erros. Passando pelo Desportivo Brasil, restarão mais duas batalhas para o acesso definitivo.

Para que isso se torne realidade, a torcida precisa, mais do que nunca, dar o seu incondicional apoio (que nunca faltou), para que o time consiga encaminhar a vaga. Diretoria faz previsão de público acima de 5 mil pessoas.

Pelo que tenho observado pelas redes sociais e em alguns locais onde há venda de ingressos, o torcedor está entusiasmado e, com certeza, o Limeirão estará fervendo.

A logística leonina, implantada lá atrás, deu resultados e agora é esperar que os jogadores e todo o elenco façam sua parte e levem o Leão da Paulista para rugir na A2 em 2018. Assim esperam todos.

Vai ferver o dia 5 de maio, sexta-feira da semana que vem, com a reunião geral no Independente Futebol Clube. O rebaixamento para a última série ainda não foi digerido por muitos.

Por isso, mudanças devem acontecer, em todos os sentidos pelos lados do Pradão. Há, ainda, as discussões sobre novos presidentes do Conselho Deliberativo e da diretoria.  E, claro, a continuidade, ou não, da Arte da Bola.

Em toda a nossa vida precisamos nos planejar, de todas as maneiras, e isso foi o que faltou no Galo da Vila. Foi tudo na base do “bumba meu boi” e deu no que deu.

Um final de semana repleto de decisões por todo o país. Os estaduais estão terminando, mas não haverá tempo para muitas comemorações, pois dentro de 15 dias começa o Campeonato Brasileiro e ainda está em andamento a Copa do Brasil. Sem dizer que todos os brasileiros na Libertadores estão com ótimas chances de classificação, exceção à Chapecoense.

Enquanto não houver um calendário enxuto do nosso futebol, vão faltar datas para as competições. Hoje, um time joga, no mínimo, três vezes na semana. Não há planejamento que resista a tantas contusões e suspensões.

Uma vergonha para o futebol da América do Sul o que o Palmeiras passou no Uruguai. Se houver bom senso da Conmebol, o Peñarol precisa ser eliminado.

A cada ano fica menor o número de participantes no tradicional 1º de Maio (Torneio das Indústrias) de Limeira. Razões para isso são inúmeras, a começar pela crise e falta de dinheiro. Apesar do crescimento da competição em outros municípios.

E o esporte de Limeira? Como estaria? Se estiver igual a alguns centros comunitários, que mais parecem a casa do Drácula, estamos e estaremos perdidos por muito tempo. Incompetentes em lugares estratégicos é o que acontece.

Meu grande amigo Moacir Zanardo teve uma sexta-feira, 28, repleta de abraços e manifestações carinhosas. Foi o dia do seu aniversário, para alegria dos familiares e de tantos que o querem bem. Que ele continue, por todo o sempre, sendo esse companheiro sincero e admirado por tantos.

Os avós Maria Elisa-Wilson Bardini babando com a chegada das gêmeas Livia e Alicia, no último dia 19. São filhas de Suelen Thais-Felipe Roberto Bardini.  Que tenham um futuro brilhante as novas limeirenses.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*