Antonio Claudio Bontorim
Danilo Janine
LIMEIRA
redacao@tribunadelimeira.com.br

Trânsito livre
A pendenga entre a Prefeitura de Limeira e a Viação Limeirense, na questão da intervenção e a vitória do Poder Público na Justiça, indicam uma postura corajosa do prefeito Mario Botion (PSD).

É fim de feira
Mais que elogiar o atual prefeito, que herdou essa bucha de seu antecessor, Paulo Hadich (PSB), a medida tenta corrigir algumas injustiças, principalmente, contra os usuários do transporte público. As reclamações contra a concessionária são frequentes. E pouca, mas pouquíssima atenção, mesmo, era dada à opinião pública.

Para completar
Depois de quase 50 anos prestando serviços em Limeira, nadando de braçadas, com uma suposta quebra de monopólio no final da década de 1980 e início dos anos 1990, a Viação Limeirense pouco fazia para a melhoria do transporte coletivo municipal. A renovação de sua frota, diga-se, foi às duras penas e com muita pressão, essa sim de Hadich.

Pressão indevida
A própria imprensa também pouco conseguia junto à empresa, quando questionava sobre denúncias.

Na rota do trem
A matéria sobre o trem intercidades, publicada em primeira mão pela Tribuna de Limeira, continua rendendo nos meios políticos. Agora foi a vez do vereador Toninho Franco (PR), que conseguiu aprovar na Câmara, a criação de uma Frente Parlamentar para inclusão de Limeira no projeto do governo estadual. Só não pode proibir o trem de apitar, certo?

Parabéns a todos
E por falar em Câmara, a sessão de segunda-feira, 17, foi marcada por uma série de trocas de elogios entre os parlamentares por projetos apresentados.

Cinema adaptado
Um dos vereadores elogiados foi Mir do Lanche (PR), pela autoria de um projeto que dispõe sobre a exibição de filmes adaptados para pessoas com deficiência auditiva em salas de cinema da cidade.

Pastor Nilton, a fera
Quando foi parabenizar o colega pelo projeto, Pastor Nilton (PRB) fez questão de lembrar que esteve recentemente com sua esposa no cinema para assistir ao filme “A Bela e a Fera” e brincou dizendo que ele era a fera e ela, a bela.

Nem tudo são flores
Apesar da troca de gentilezas, sente-se um clima, digamos, não muito amistoso entre alguns parlamentares.

E a grade
E por falar em Pastor Nilton, o atual presidente da Câmara, Zé da Mix (PSD), poderia aproveitar suas medidas de reforma administrativa na Casa e rever a grade instalada na gestão passada. Ela vai contra um dos princípios básicos da Câmara, que é o de aproximar o povo de seus representantes.

Boa sorte
Dr. Marcelo Rossi (PSD) se lembrou dos limeirenses citados em delação da Lava Jato – Paulo Hadich, Lusenrique Quintal e Eliseu Daniel – e lamentou o fato do nome da cidade aparecer em tamanho escândalo.

Fiscalizando
Na sessão que aprovou o projeto do prefeito Mário Botion, que autoriza a prefeitura a utilizar dotação orçamentária prevista para o pagamento do subsídio do transporte coletivo no processo de intervenção da Viação Limeirense, alguns secretários de Botion acompanharam a votação. Antes, eles, juntamente com Ju Negão, já tinham se reunido com os vereadores.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*