Com a sua classificação encaminhada, a Internacional deve anunciar, durante os próximos dias, dois ou três reforços para o time. A fase final da A3 exigirá atenção total do time e bons nomes serão bem-vindos. Dará qualidade à equipe, que brigará para o acesso.

Houve, como é natural, uma oscilação de rendimento em algumas rodadas, mas nada de anormal, pois todos os demais clubes também passaram pela mesma situação.

Agora, não poderão ocorrer erros, principalmente, dentro de casa. Dentro do Limeirão, a Veterana tem que ser cirúrgica e, sobre isso, o técnico João Vallim saberá como motivar o elenco.

Mesmo com a reação fulminante nos últimos jogos, o Independente corre sérios riscos de rebaixamento. Sabe que não terá vida fácil nos cinco jogos restantes, e disso todos estão cientes pelos lados do Pradão.

As rodadas iniciais, com oito derrotas, foram fatais para a equipe estar nesse abismo. Num campeonato de turno único, os revezes serão o peso da balança no final.

Por outro lado, a diretoria trata as categorias de base com prioridade, terceirizando as mesmas, para empresários da Grande São Paulo. Ainda existe um problema para sub-11 e sub-13, sobre o local dos jogos, que deve ser resolvido em breve.

Vai ter início a fase final do Paulistão da Série A1. Como era previsível, os quatro grandes estão classificados e pelo nível dos times, o título deve ficar com um deles. Favoritismo é do Palmeiras, pelo melhor conjunto da obra.

Santos, São Paulo e Corinthians ainda buscam se ajustar e talvez não tenham arranque para fazer frente ao time do técnico Eduardo Baptista. Mas, futebol é imprevisível.

O bom de tudo foi ver muitos garotos sendo lançados pelo Corinthians, São Paulo e Santos. Em vez de se gastar milhões com medalhões, prestigiar a base é digno de elogios.

Impressionante como se cobra caro para ver a seleção brasileira. Na Arena Corinthians, lotada para Brasil e Paraguai, a renda superou R$ 12 milhões. Fosse um clássico paulista, com o mesmo número de torcedores, a renda talvez chegasse próxima de R$ 3 milhões.

E, na fase em que se encontra, o time de Tite deve movimentar muitos milhões ainda, nos próximos dois jogos em casa. Ainda não foram escolhidos os locais, mas um deles pode ser a arena do Grêmio, em Porto Alegre.

Já com vaga garantida ao Mundial da Rússia, a seleção brasileira pode entrar em fase de testes nos jogos restantes. Tite tem pouco mais de um ano para escolher a sua “família”. Mas, pela excelente campanha nas eliminatórias, serão poucas as mudanças no elenco.

No âmbito local, seguem as tratativas para a eleição da primeira diretoria da liga independente do futebol amador. Vários nomes foram apresentados e tudo foi definido nesta sexta-feira, 31. Prefeitura, via Secretaria de Esporte e Lazer, quer se livrar deste “pepino”, por conta do Marco Regulatório.

Vamos ver como os entendidos lidarão com as demais categorias. Será preciso muito jogo de cintura para que as modificações agradem a todos.

Mais emoção no Comerciários, agora com a homenagem a Pedro Paulo Nogueira, o Doquinha, que empresta seu nome ao troféu do 12º Campeonato Máster. A abertura, na noite de terça-feira, 28, foi, de novo, significativa. Muitos amigos, torcedores e dirigentes do Sinecol estiveram presentes. Rodadas são sempre as terças-feiras.