Campeão mundial em piscina curta, campeão Pan-Americano e Sul-Americano, além de atleta olímpico, o nadador limeirense Guilherme Guido espera a participação de mais de 700 atletas de Limeira e região na terceira edição do Campeonato Guilherme Guido de Natação, marcado para o dia 1º de abril, no Gran São João. Guido falou com a reportagem em visita a redação da Tribuna de Limeira nesta segunda-feira, 6.
A expectativa do nadador limeirense é que aproximadamente 4 mil pessoas acompanhem o evento, que acontecerá durante todo o dia. Campeão olímpico em Londres 2012, Cesar Cielo é o convidado especial desta edição do campeonato. “Nosso objetivo maior é aproximar os jovens nadadores de seus ídolos. É trazer o ídolo para próximo de quem está começando no esporte”, conta, lembrando da dificuldade que ele tinha de chegar perto de seus ídolos quando estava começando no esporte. “Traremos o único campeão olímpico do Brasil na natação. Isso (estar próximo do ídolo) motiva quem está começando no esporte”, completa. Guido e Cielo também farão demonstrações com marcação de tempo nas piscinas do Gran.
Promovido pela Anel (Associação de Nadadores Esportistas de Limeira), o 3º Campeonato Guilherme Guido de Natação também possibilita que atletas das categorias pré-mirim (6 a 8 anos) a júnior 2 (18 e 19 anos) disputem provas de 50 metros nos estilos livre, costas, peito e borboleta. Uma novidade desta edição é que também haverá provas para atletas com deficiência.
As inscrições devem ser realizadas pelo site www.aquaticapaulista.org.br. A programação terá início às 7h. O 3º Campeonato Guilherme Guido de Natação tem apoio de Fiore Materiais Esportivos e Prefeitura de Limeira.

JOGOS OLÍMPICOS
Guido também falou sobre Jogos Olímpicos Rio 2016, onde o Brasil, apesar do recorde de atletas classificados para as finais, não conquistou nenhuma medalha na natação. “Regredimos 12 anos. Desde 2004 não voltávamos (a natação) de uma Olímpiada sem medalhas”, lamenta.
Ele reconhece que existiu uma pressão grande no Brasil pelos resultados, mas não acha que isso tenha atrapalhado o desempenhos dos atletas. “Estava na minha melhor forma e não fiz meu melhor tempo”, lembra.
O nadador limeirense conta que com seu melhor tempo ficaria em sexto lugar nos Jogos Olímpicos e que faltariam três décimos de segundo para conquistar uma medalha. “Não é algo absurdo, mas para a medalha, você tem que estar no momento certo no dia da prova”, observa.

LIMEIRA
O nadador também falou da possiblidade de Limeira mandar três nadadores para os jogos de Tóquio 2020. Além dele, Natalia de Luccas (que disputou o Rio 2016) e Diego Prado têm grandes chances de conseguirem o índice. “São três atletas de uma cidade com 300 mil habitantes, ou seja, 10% de toda a seleção brasileira (30 nadadores)”, comemora.
Ainda segundo Guido, a cidade conta com uma boa estrutura para a natação, além de um público que gosta do esporte. “Falta uma boa gestão. Temos a estrutura, agora falta um bom profissional”, opina, afirmando que Limeira tem condições de se tornar referência na formação de atletas de natação.

GUILHERME GUIDO TRIBUNA - DANILO JANINE (6)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*